Zoonoses lança Disk Denúncia com atendimento pelo WhatsApp

Situações de animais soltos em via pública ou abandonados podem ser denunciadas pelo canal

Zoonoses lança Disk Denúncia com atendimento pelo WhatsApp

Situações de animais soltos em via pública ou abandonados podem ser denunciadas pelo canal

Por Assessoria | Edição do dia 10 de janeiro de 2022
Categoria: Maceió | Tags: ,,,


 

Foto: Reprodução

A população de Maceió ganhou mais um canal de comunicação com a Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ). Denúncias sobre animais abandonados ou mortos em via pública, criação de porcos em áreas urbanas, maus-tratos ou outras situações que envolvam o setor podem ser feitas pelo Whatsapp.

O Disk Denúncia Vigilância de Zoonoses funciona pelo telefone (82) 98882-8240 (WhatsApp) ou pelo fixo (82) 3312-5485. O atendimento é de segunda a sexta, das 08h às 16h, e no sábado e no domingo das 08h às 14h (exceto feriados).

A UVZ possui também um Plantão Volante, que atende pelo telefone fixo, de segunda a sexta, das 18h às 22h, exceto feriados.

“O Disk Denúncia da UVZ é um canal destinado a triar denúncias que envolvam zoonoses. No momento de receber a denúncia, o canal da UVZ fará a triagem e irá orientar os usuários sobre como proceder. Já as situações adversas como a presença de zoonoses de interesse regional deverão ser levadas a outros órgãos”, explica o coordenador geral da UVZ, Marcos Vasconcelos.

Casos de maus-tratos, ele reforça, devem ser direcionados à Polícia Civil, mas em algumas situações que envolvam zoonoses, a UVZ poderá ser acionada. “Então é preciso escutar cada caso e decidir sobre as orientações técnicas”, diz.

Recolhimento de animais

Um dos serviços realizados pela Zoonoses é o recolhimento de animais de grande porte deixados em via pública pelos proprietários.

Por meio do “Caminhão Boiadeiro”, equinos e bovinos que estejam circulando pelas vias da cidade, são recolhidos e levados para a unidade. Lá eles são registrados, recebem um pequeno histórico com as informações sobre o local de coleta e características, e em seguida são chipados.

O proprietário pode recuperar o animal, mas paga uma taxa referente às diárias, ao transporte e ao chip.

Da segunda vez, as taxas são cobradas em dobro, e da terceira ou se passados 10 dias do recolhimento, a UVZ não libera mais o animal e o encaminha para adoção a interessados que morem no interior do Estado.

Quem tem interesse na adoção, deve se cadastrar na unidade, levando identidade, CPF e comprovante residência, além de fotos do local.

Outra situação em que o animal não é devolvido ao dono é quando há maus-tratos. “Mandamos o veterinário com auxiliar e equipe de apoio, e a depender do local pedimos o acompanhamento da polícia. Se confirmado que houve maus-tratos, ele não sai mais da unidade. Depois dos procedimentos clínicos e da avaliação veterinária, vai direto para adoção”, reforça Vasconcelos.

O Caminhão Boiadeiro funciona nos seguintes horários: segunda-feira a sexta-feira (exceto feriados), das 05h às 09h, das 11h às 15h, das 16h às 22h; nos sábados e domingos, das 08h às 16h; e feriados, das 08 às 14h.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados