Voleur: PCAL divulga resultado de operação nacional de repressão a crimes contra o patrimônio

Em Alagoas foram presas 12 pessoas e cumpridos 104 mandados de prisão, busca e apreensão

Voleur: PCAL divulga resultado de operação nacional de repressão a crimes contra o patrimônio

Em Alagoas foram presas 12 pessoas e cumpridos 104 mandados de prisão, busca e apreensão

Por Assessoria | Edição do dia 17 de novembro de 2021
Categoria: Polícia | Tags: ,,,


Foto: Reprodução

A participação da Polícia Civil de Alagoas na operação nacional Voleur foi concluída na tarde desta quarta-feira (17). A ação faz parte de uma programação coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC) e integra ações policiais desencadeadas nos 26 estados e no Distrito Federal para reprimir crimes contra o patrimônio, relativo a roubo, furto, receptação, com cumprimento de prisões e de buscas e apreensões.

Em Alagoas, a Polícia Civil empregou efetivo com 138 policiais utilizando 45 viaturas.  Foram cumpridos 104 mandados de prisão, busca e apreensão; 12 pessoas foram presas; uma arma de fogo foi apreendida e munições. No estado, a ação foi coordenada pelo delegado Valter Nascimento, titular da Gerência de Polícia Judiciária da Região 1 (GPJ 1).

Em todo o país foram cumpridos mais de 1 mil mandados de prisão de busca e apreensão nas 27 unidades federativas.

Resultado Geral 

Em um esforço integrado que reuniu um efetivo de 9.700 profissionais, as Polícias Civis dos 26 estados e do Distrito Federal deflagraram a Operação Voleur, de repressão qualificada a crimes contra o patrimônio, que resultou no cumprimento de 2.112 prisões e outros 978 de buscas e apreensões em todos os estados.

Coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC), a operação reuniu ações policiais de repressão a crimes como roubo, furto, receptação, roubo de cargas, roubo de veículos, cujo resultado inclui ainda a recuperação de 1.517 aparelhos celulares e as apreensões de 289 armas de fogo, 3.826 munições e 385 veículos. Durante a operação, também foram apreendidos 146 adolescentes.

O Comitê Permanente de Análise e Repressão a Crime  contra o Patrimônio, do CONCPC, traçou a operação para prestar contas sobre resultados das investigações desenvolvidas pela Polícia Civil.

O delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso e coordenador da operação, Mário Dermeval Resende, destaca os números satisfatórios obtidos, que reuniram policiais civis em um esforço conjunto de combater crimes que mais geram insegurança à população.

A delegada Nadine Farias Anflor, presidente do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia, pontua que a ação desencadeada pelas Polícias Civis demonstra o compromisso das instituições nos estados em fazer frente aos crimes que causam insegurança ao cidadão, especialmente aqueles hediondos. “Desencadeamos essa operação para analisar e reprimir de forma qualificada, cada vez mais, os crimes de roubos, furtos, roubos e cargas e aqueles corriqueiros, que também tiram a paz do cidadão”, observou a chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

O vice-presidente do CONCPC e delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, pontua que a operação sinaliza o esforço investigativo das polícias judiciárias estaduais na repressão aos crimes que impactam diretamente na sensação de segurança da população, como roubos e furtos. “O Conselho dos Chefes de Polícia, por meio do Comitê Permanente de Análise e Repressão a crimes contra o patrimônio traçou essa operação com todos os estados para fazer frente a esses delitos e prestar contas sobre a repressão qualificada e resultados das investigações desenvolvidas pela Polícia Civil”, observa o delegado, que coordena a Operação Voleur.

O nome Voleur é uma referência a quem pratica crimes contra o patrimônio, roubando ou furtando para si o que não lhe pertence.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados