Visita aos fazedores do Norte de Alagoas movimenta artesãos e brincantes da região

Visita aos fazedores do Norte de Alagoas movimenta artesãos e brincantes da região

Por Focuarte | Edição do dia 10 de janeiro de 2022
Categoria: Cultura


Elizabete Cristina, artesã de Japaratinga-AL. Créditos: João Lemos

Entre os dias 25 a 29 de Dezembro de 2021, tivemos a grata satisfação de visitar os municípios de Maragogi, Japaratinga e Porto de Pedras na Região Norte do Estado, foi fabuloso conhecer artesãos e brincantes da cultura popular. As visitas iniciaram em Maragogi com a conclusão da parceria entre a Prefeitura Municipal com o FOCUARTE que durante o mês de Dezembro levou grupos tradicionais para a orla encantando turistas e moradores. Na oportunidade, o Reisado Sagrado Coração de Jesus encerrou o ciclo de apresentações natalinas da cidade.

Em Japaratinga, os encontros movimentaram os artesãos reunidos no Empório Japaratinga, principal difusor de cultura popular e do artesanato da região. Atualmente o espaço reúne 16 profissionais que através de técnicas manuais conseguem gerar uma renda extra para as suas famílias. Durante a visita, ainda foi possível conhecer a Pousada Coqueiro Verde, localizada na avenida principal da cidade. A Coqueiro Verde tem um espaço multifuncional com acomodações modernas, área de lazer ampla, espaço goumert, circulação vasta de ar puro e com uma vista privilegiada para o mar japaratinguense, sem falar da recepção calorosa de Cecília e do Dr. Luiz, proprietários do lugar. Mensalmente o Empório realiza feiras e saraus literários organizados pela Cris e a Cida, empresárias responsáveis pelo movimento cultural do munícipio.

Tivemos a oportunidade de conhecer o seu Daniel dos Santos Wanderley (64) que faz um trabalho lindo de reaproveitamento de material descartado, o artesão casado com a D. Marileide Araújo, além das tarrafas e redes, produz cestinhas feitas com os fios de rede de internet. Também conhecemos o Van que talha casinhas coloridas e monumentos históricos na casca do cajá. Pegamos a estrada já sentindo saudades dessa galera super talentosa.

Na última parada, em Porto de Pedras, fomos recepcionados por Thiago Souza – Líder Regional do Norte/FOCUARTE que não pensou duas vezes em oferecer uma acolhida invejável levando para conhecer artesãos, brincantes da Cambinda Berto da Quiquina e pontos turísticos da cidade. No Povoado Tatuamunha, conhecemos o reduto mítico-carnavalesco dos bobos imortalizados pelo saudoso mestre Gilberto, falecido em 2020. Atualmente seus filhos, Luciano e Luciana, dão continuidade ao legado produzindo as máscaras e repassando o conhecimento para outros jovens da comunidade. Thiago nos levou para conhecer a ponte que dá acesso a Praia de Tatuamunha nos revelando um grandioso espaço de conservação ambiental. Ainda conhecemos na região, a famosa Praia do Patacho, conversamos com moradores, visitamos alguns pontos históricos e tivemos um encontro super contagiante com os brincantes da Cambinda que hoje leva o nome do mestre Berto, pai do nosso querido Nô, reconhecido recentemente como Patrimônio Vivo de Alagoas.

Hoje a Cambinda como o próprio movimento dos Bobos levantam questões sociais incentivando a reflexão, conscientizando brincantes, admiradores e turistas que passam pela cidade. Percebemos que as dificuldades dos Cambindeiros são as mesmas de outros grupos da cultura popular em nosso Estado, como diz o ditado; “só muda de endereço”.

A viagem pela Rota dos Corais encerrou por aqui, mais, continua pelas rodagens e estradas de Alagoas. Sentimos nesta visita a alegria se estarmos mais próximos daqueles que ajudam a manter viva a chama da cultura alagoana, percebemos o quanto o FOCUARTE é querido e forte em cada rosto e sorriso transmitido. Torcemos para que neste ano, cada fazedor de cultura possa se sentir ainda mais abraçado e representado por este importante organismo vivo da sociedade civil.

Toda a nossa gratidão pelos sorrisos, alegrias e experiências compartilhadas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados