Vigilância Sanitária realizou oito mil fiscalizações em 2021

Órgão realizou fiscalizações, apreensões e atendimentos de denúncias da população relacionadas ao risco em Vigilância Sanitária

Vigilância Sanitária realizou oito mil fiscalizações em 2021

Órgão realizou fiscalizações, apreensões e atendimentos de denúncias da população relacionadas ao risco em Vigilância Sanitária

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 1 de janeiro de 2022
Categoria: Maceió | Tags: ,,,


A Vigilância Sanitária de Maceió, ao longo de 2021, realizou um intenso trabalho de fiscalização em diversos estabelecimentos comerciais da capital. A mobilização tem como objetivo detectar o máximo possível de situações que ofereçam risco sanitário à população.

De janeiro a dezembro foram realizadas oito mil inspeções em estabelecimentos comerciais, que resultou na apreensão de 80 toneladas de alimentos fora do prazo de validade, estragados ou de origem clandestina. Entre os produtos tirados de circulação estavam carnes bovinas, queijo, iogurtes, calabresa, que se encontravam em supermercados, avícolas, laticínios, panificações, pizzarias, feiras livres e restaurantes.

Também foram alvo das fiscalizações estabelecimentos como consultórios médicos e odontológicos, hospitais, clínicas veterinárias, funerárias, academias, hotéis, laboratório e farmácias. No caso das farmácias, foram observadas questões como a ausência de farmacêutico, comercialização de remédio sem receita e venda de remédio de uso exclusivo de hospitais.

Segundo Airton Santos, coordenador da Vigilância Sanitária municipal, durante as ações desse ano também foram interditados 42 estabelecimentos que não apresentavam condições de funcionamento e higiene. “Os estabelecimentos interditados receberam um prazo de 30 dias para se adequarem as normas sanitárias e reabrir oferecendo melhores condições de higiene. Eles são reabertos após nova fiscalização da Vigilância”, explica.

Airton Santos, coordenador da Vigilância Sanitária. Foto: Ascom/SMS

Ao longo desse primeiro ano também foram atendidas 1.200 denúncias de possíveis riscos sanitários feitas pela população e 4 mil licenciamentos sanitários foram concedidos a diversos segmentos econômicos.

Aproximação com a comunidade

Em 2021, a Vigilância Sanitária também realizou um trabalho educativo visando se aproximar da população e de segmentos econômicos da capital, destacando a importância do órgão para garantir a saúde pública. O programa Cidadão de Olho Vivo, buscou educar e orientar esses comerciantes sobre boas práticas sanitárias por meio de capacitações contínuas. A ação contou com a participação de 4 mil pessoas e alcançou 80% dos bairros de Maceió.

“A Vigilância Sanitária está sempre de olho vivo e atuante em todos os bairros de Maceió. Nos estabelecimentos, os fiscais passam as orientações necessárias aos comerciantes e observam o estado dos alimentos, conservação de maquinários, higienização e alvará sanitário, por exemplo. Não buscamos punir em um primeiro momento, mas fazer uma orientação educativa, pois nosso intuito é garantir a saúde do consumidor”, explica Airton Santos, coordenador da Vigilância.

Atuação nas festas de fim de ano

A Vigilância Sanitária de Maceió também atuará nas festas de fim de ano em Maceió em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs). Nos eventos privados com capacidade acima de 1.000 pessoas os fiscais dos dois órgãos observarão questões como a existência de Alvará Sanitário, a presença de equipes médicas de prontidão no local, a comercialização de alimentos nas festas e o cumprimento dos protocolos relacionados à Covid-19, como a exigência do cartão de vacinação e a realização de testes rápidos.

Telefone e WhatsApp para Denúncias
Os maceioenses podem entrar em contato com a Vigilância Sanitária, caso observem estabelecimentos fora das adequações sanitárias e que causem risco à saúde da comunidade. A comunicação pode ser feita por meio do número 3312-5495, de segunda a sexta, das 7h às 13h, ou pelo WhastApp (82) 98705-0730, que funciona 24h, todos os dias.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados