Vídeo: Taxista foge e invade contramão para não ter carro confiscado pela SMTT

O que chamou a atenção de agentes da SMTT foi que taxímetro do carro estava aferindo um valor incompatível com a corrida

Vídeo: Taxista foge e invade contramão para não ter carro confiscado pela SMTT

O que chamou a atenção de agentes da SMTT foi que taxímetro do carro estava aferindo um valor incompatível com a corrida

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 24 de fevereiro de 2021
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,


Foto: Assessoria

Um taxista fugiu durante uma fiscalização nesta terça-feira (23) para não ter seu carro confiscado. O que chamou a atenção dos agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) foi o valor excessivo que o taxímetro estava aferindo. A fiscalização aconteceu no Centro, em Maceió.

O motorista que aparece no vídeo, divulgado pelo SMTT, foi identificado como Edcarlo Lopes de Lira, de 35 anos. A abordagem foi realizada na Ladeira dos Martírios, e ele fugiu invadindo a contramão, com os passageiros dentro do carro, para que o veículo não fosse confiscado.

Durante a abordagem, os agentes solicitaram os documentos de Edcarlo que foram entregues tranquilamente, mas após uma entrevista com os passageiros foi percebido pelos fiscais que o taxímetro estava aferindo o valor de R$ 147,97, o que não era compatível com a corrida. O taxista informou aos agentes que havia feito um acordo com os passageiros em relação ao valor da corrida. Prática que configura transporte irregular de passageiros e é ilegal, de acordo com as regulamenteções do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

As penalidades para o delito são apreensão do veículo, que deve ser encaminhado a um depósito e pagamento de multa. O veículo fica no depósito até que as irregularidades pendentes sejam resolvidas. Foi para evitar as penalidades que o taxista fugiu, deixando seus documentos com os agentes da SMTT.

De acordo com os fiscais, Edcarlo deve receber multa por direção perigosa, dirigir na contramão e arrancada brusca. Além da abertura de um processo de cassação do porte de motorista auxiliar. O processo pode impedir o motorista de exercer a profissão. Até o momento ele não foi localizado.

Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados