Vereadores de Maceió se preparam para retomar as atividades

Reunião apresentou demandas específicas do cargo e articulações internas

Vereadores de Maceió se preparam para retomar as atividades

Reunião apresentou demandas específicas do cargo e articulações internas

Por Redação com assessoria | Edição do dia 11 de fevereiro de 2021
Categoria: Política | Tags: ,,


A Câmara de Maceió volta às sessões ordinárias presenciais no próximo dia 18 de fevereiro. Com 25 vereadores eleitos, dos quais 14 em seu primeiro mandato, o 1° secretário da casa, vereador Marcelo Palmeira (PSC) convocou uma ampla reunião para apresentar as demandas inciais ligadas a função.

“Com o início das sessões ordinárias previsto para o próximo dia 18, hoje é o momento de fazermos as apresentações, cadastrarmos biometrias e estreitarmos nosso relacionamento”, explicou.

Cada vereador recebeu o Regimento Interno e Lei Orgânica que servirão de referência para as atividades diárias. Neles estão o passo a passo de como fazer os encaminhamentos de projetos, apresentação de propostas e requerimentos ao Executivo.

Igualdade

Em seu pronunciamento o presidente Galba Netto (MDB), lembrou que ocupa a função de comandar o legislativo, porém, que isso não o diferencia do poder e a importância de cada um dos presentes.

“Não existe vereador mais importante que o outro. Estamos aqui em igualdade de condições, a única diferença é que ocupo uma função administrativa mas isso não significa que sou mais que ninguém. Nossa missão será fortalecer o Poder Legislativo. Está claro para mim que passamos por um momento complicado e por isso precisamos de todos, independe dos interesses pessoais, ou seja, sem discursos e falácias”, enfatizou Galba.

Ele esclareceu, ainda, que todo o processo que define a liderança dos partidos precisa ser encaminhada pelos Diretórios Municipais como parte da formalidade exigida. Sobre a formação das comissões, o esforço que está sendo feito pela Mesa Diretora é para a construção de um acordo. Porém, se ele não existir será definido conforme o regimento da casa que prevê eleição.

Orçamento

Galba lembrou ainda que a principal pauta envolverá a discussão e votação do orçamento, que neste momento está sendo elaborado com o perfil da gestão do prefeito João Henrique Caldas (JHC). Quanto ao duodécimo da casa, também está sendo feito um amplo levantamento, mas que já é possível afirmar que o aumento do número de vereadores de 21 para 25, também aumentará os gastos em R$ 6 milhões de reais.

“Por isso faremos uma reunião específica para discutirmos isso, com todos os vereadores, de forma democrática, dentro da realidade que será apresentada pelo Executivo.

Uma outra posição apresentada pelo presidente é que está trabalhando junto com a Mesa para a acomodação, no prédio da Câmara de todos os vereadores, uma vez que até a última legislatura há quem mantenham suas estruturas independentes. A ideia é que a acomodação também sirva para a aproximação dos legisladores com a direção da casa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados