Vereador Joãozinho constata obra atrasada, mofo e vazamentos em unidade básica de saúde de Maceió

Reforma custeada com recursos federais da UBS João Marcário deveria ter começado em fevereiro deste ano

Vereador Joãozinho constata obra atrasada, mofo e vazamentos em unidade básica de saúde de Maceió

Reforma custeada com recursos federais da UBS João Marcário deveria ter começado em fevereiro deste ano

Por Assessoria | Edição do dia 12 de maio de 2021
Categoria: Política | Tags: ,,,,


Foto: Divulgação

O vereador Joãozinho (Podemos) cobrou, na sessão desta quarta-feira (12), as obras na Unidade Básica de Saúde (UBS), João Marcário, no Santos Dumont. A previsão era que a reforma iniciasse em fevereiro deste ano, mas até o momento, nada foi feito.

Orçada em R$ 1.100.279,23, a reforma da UBS tem previsão de término em outubro deste ano. Mas até agora, nada foi feito pela Prefeitura de Maceió, mesmo com recursos já garantidos pelo Governo Federal. “Estive na unidade de saúde e o que vi foi mofo, goteiras, a sala da farmácia com vazamentos, a odontologia fechada, equipamentos quebrados e abandonados”, disparou Joãozinho.

“Já protocolei requerimento, cobrando da Secretaria Municipal de Saúde o porquê deste atraso. Em um momento de pandemia, Maceió tem pressa em manter a população bem assistida na área da saúde, não importando o bairro”, disse.

UBS Tereza Barbosa

O vereador também visitou a UBS Tereza Barbosa, no Eustáquio Gomes. Elogiou a higienização do ambiente e o cuidado com a unidade, que foi reformada em dezembro do ano passado. “Conversei com funcionários, fui muito bem atendido, mas ouvi da população reclamações sobre as marcações do Cora (Complexo Regulador Assistencial de Maceió)”. No local, se observou que apenas uma funcionária fazia a marcação. “Se faltar, não tem agendamento. E são só 30 fichas distribuídas por dia, sendo 15 prioritários. É necessário ter mais funcionários, assim aumentando o número de marcações por dia”, afirmou Joãozinho.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados