Veja como funciona o Hemoal durante o feriadão do Réveillon

Voluntário deve estar saudável e usando máscara para doar sangue

Veja como funciona o Hemoal durante o feriadão do Réveillon

Voluntário deve estar saudável e usando máscara para doar sangue

Por Assessoria | Edição do dia 30 de dezembro de 2021
Categoria: Saúde | Tags: ,,,,,


Durante o feriadão do Réveillon, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) funciona em escala de plantão para captar doações de sangue, processar e liberar plasma, hemácias e plaquetas às unidades de saúde. O Posto de Coleta do Trapiche, vinculado à Unidade Maceió, abre nesta sexta-feira (31), das 7h30 às 15 horas; no sábado (1º), o órgão funciona apenas para processar e liberar os hemocomponentes coletados anteriormente. Já a Unidade Arapiraca, localizada no Laboratório Municipal, funciona em regime de plantão para atender a demanda transfusional das maternidades e hospitais nos próximos três dias, retomando o atendimento aos voluntários na segunda-feira (3).

Como critério padrão para doar sangue, o Ministério da Saúde (MS) estabelece que é necessário ter boa saúde, peso igual ou superior a 50 quilos e, no mínimo, 16 anos de idade. É exigido, ainda, portar um documento de identificação oficial e original com foto, bem como, estar usando máscara e não apresentar síndrome gripal no momento da doação. No caso dos menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado de um responsável legal, que também deve portar um documento de identificação oficial.

Os voluntários infectados pelo novo coronavírus, só podem doar sangue após o período de 30 dias, contados após a data da recuperação. Já os doadores que tiveram apenas contato com pessoas infectadas e não apresentaram sintomas da Covid-19 nos últimos 14 dias, podem realizar a doação de sangue normalmente, segundo critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Os candidatos à doação de sangue que tomaram as vacinas contra a Covid-19 e a Influenza, devem respeitar um intervalo para se candidatar à doação de sangue. No caso da Influenza, o intervalo é de 48 horas, bem como, para aqueles que tomaram a vacina CoronaVac, destinada a prevenir o novo coronavírus. Mas para os voluntários vacinados com os imunizantes AstraZeneca, Pfizer e Janssen, também destinados à prevenção da Covid-19, o intervalo é de sete dias, conforme determina o Ministério da Saúde (MS).

Impedimentos Permanentes e Momentâneos – Já os voluntários que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas, ficam impedidos de doar sangue permanentemente. Com relação às gestantes e lactantes, estão proibidas de doar sangue neste período, segundo portaria do Ministério da Saúde. Para repetir o ato, os homens devem respeitar um intervalo de dois meses e as mulheres ficam impossibilitadas durante três meses. Quanto aos candidatos à doação de sangue que tenham feito tatuagem, maquiagem definitiva e micropigmentação ou, ainda, colocado piercing, a doação de sangue só pode ocorrer após um ano da realização do procedimento.

“Queremos agradecer aos alagoanos que ao longo de 2021 compareceram aos nossos postos de coleta na capital e no interior do Estado e contribuíram para salvar vidas, realizando as suas doações voluntárias de sangue. Reforçamos o compromisso de continuarmos trabalhando para atendermos nossos voluntários com o máximo de agilidade e eficiência possível, mantendo nosso estoque estabilizando para atender a demanda transfusional das maternidades e hospitais alagoanos”, salienta a gerente da Hemorrede Pública de Alagoas, médica hematologista Verônica Guedes.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados