Vale livro: 25% já retiraram o cartão

O cartão deverá ser utilizado em compras na Bienal de Alagoas

Por | Edição do dia 27 de novembro de 2015
Categoria: Artigos, Blog | Tags: ,,,,


Até a últ

Alunos da Escola Lindolfo Collor Na Bienal Utilizando o Vale Livro Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

Alunos da Escola Lindolfo Collor Na Bienal Utilizando o Vale Livro
Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

Até a última quarta-feira (25), ao menos 25% dos servidores efetivos da Secretaria Municipal de Educação (Semed) retiraram o benefício do Vale-livro, um crédito disponibilizado pela pasta. O benefício é destinado a todos os alunos da rede de ensino, servidores do administrativo e professores, e deve ser usado apenas na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Para o incentivo à leitura, a Semed disponibilizou R$ 314 mil, com recursos próprios.

De acordo com o coordenador do projeto, Arcélio Fortes, os comentários dos servidores são bem positivos. “A maioria considera importante por incentivar a leitura e o acesso a livros novos”, resume ele. Ele também destaca o interesse dos expositores em receber o Vale-livro. “Começamos com 15 expositores que aceitavam receber o Vale-livro e hoje já estamos com 25 receptores do benefício”, explica Fortes. Para atuar como receptor do Vale-livro, o expositor precisa comercializar produtos de literatura infantil, para os alunos, ou técnica, para atender aos professores.

Funcionária efetiva da Semed, lotada na Escola Municipal Radialista Edécio Lopes, Darlene Conceição dos Santos revela que participou de todas as edições da Bienal. Ela, que esteve no Centro Cultural e de Exposições acompanhada do marido e do filho, solicitou e recebeu o Vale-livro. “Achei uma medida de grande importância, pois incentiva a leitura e a cultura em geral. Facilitou o acesso a mais livros para meus filhos”, ressaltou.

Foi com o semblante de satisfação e valorização da educação que a coordenadora pedagógica do Centro de Educação Infantil Mestre Izaldino, Potira Leopoldina, retirou 82 cartões do Vale-livro, na tarde desta quarta-feira. Para a educadora, o benefício vem para complementar as ações de incentivo ao hábito de leitura nos alunos desde os berçários às séries iniciais. “Esse incentivo é de enorme contribuição, principalmente no acesso e estímulo à leitura. Como estamos com o eixo do projeto ‘Paralapracá, Assim se faz literatura’, a aquisição de mais livros vem consolidar o nosso trabalho”, afirmou.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados