UPAs Benedito Bentes e Trapiche da Barra registram aumento de mais de 240% de casos de síndrome gripal

Média diária de atendimento deveria ser de até 350 pessoas nas duas unidades. Agora, elas estão operando com uma média de 450 pessoas por dia.

UPAs Benedito Bentes e Trapiche da Barra registram aumento de mais de 240% de casos de síndrome gripal

Média diária de atendimento deveria ser de até 350 pessoas nas duas unidades. Agora, elas estão operando com uma média de 450 pessoas por dia.

Por Assessoria | Edição do dia 24 de dezembro de 2021
Categoria: Saúde | Tags: ,,,


Mais de 240% de aumento nos casos de síndrome gripal fizeram com que as UPAs – Unidades de Pronto Atendimento Trapiche da Barra e Benedito Bentes, em Maceió, tivessem que atender acima da sua capacidade instalada. Em ambas as unidades, a procura está sendo maior, o que tem prolongado o tempo de atendimento.

Para se ter ideia, nos primeiros 20 dias de dezembro, esses casos representaram 39% dos 5.987 atendimentos na UPA Trapiche da Barra. Foram 2.355 casos de síndrome gripal atendidos nesse período, quase o triplo do registrado de 1º a 20 de novembro, quando a unidade registrou 920 casos.

Na UPA Benedito Bentes, de 1º a 20 de dezembro, a unidade atendeu 2.282 pacientes com síndrome gripal, um aumento de 242% em relação aos primeiros 20 dias de novembro. A procura tem sido tão grande que, desde o dia 13/12, a unidade está atendendo uma média de 450 pacientes por dia, sendo que a capacidade instalada é para 350 pacientes por dia.

Em Rio Largo, o Hospital Professor Ib Gatto Falcão, também gerenciado pelo ISAC – Instituto Saúde e Cidadania, apresentou um aumento de 538% dos atendimentos a usuários com síndrome gripal. Foram feitos 146 atendimentos de 1º a 20 de novembro e outros 786, de 1º a 20 de dezembro.

 

Consultórios especializados

Para atender a demanda nas UPAs de Alagoas, o ISAC adotou um novo fluxo assistencial, com o redimensionamento da equipe para dar maior agilidade ao atendimento.

Nas duas unidades, o paciente com síndrome gripal é identificado assim que chega. Ele é acolhido por um técnico de Enfermagem, que verifica os sinais vitais, faz uma pré-análise do quadro clínico e o encaminha para a área de atendimento. Isso evita o contato desses pacientes com os demais.

No Hospital Professor Ib Gatto Falcão, o atendimento a pacientes com síndrome gripal também é feito em uma área separada.

Prevenção 

De acordo com José Maria Filho, superintendente técnico do ISAC, manter as medidas contra a covid-19, como uso de máscara, lavagem das mãos e o distanciamento social, também ajudam na prevenção da gripe. A imunização é outra medida eficaz contra a doença.

“As pessoas que apresentarem sintomas gripais mais graves, como febre alta persistente, devem procurar as unidades de urgência e emergência para serem avaliadas e medicadas. Em casos de sintomas leves, como nariz escorrendo e tosse, o usuário deve manter a hidratação e procurar os postos de saúde dos bairros”, explicou o médico.

O que é a gripe H3N2?

O vírus H3N2 é um dos subtipos do vírus Influenza A. Ele causa os mesmos sintomas apresentados por quem é infectado pelo vírus H1N1. São eles: febre acima de 38 graus; dores no corpo, de garganta e de cabeça; tosse; espirro; coriza; calafrios; náuseas e vômito; cansaço excessivo; moleza; e diarreia.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados