Universitário foi assassinado sem reagir a assalto, aponta inquérito

Dois suspeitos do crime foram presos pela Polícia Civil; eles vão responder pelo crime de latrocínio

Por | Edição do dia 7 de outubro de 2015
Categoria: Artigos, Notícias, Polícia


Acusados de crime contra estudante são presos pela Polícia Civil (Fotos: Larissa Wilson)

Acusados de crime contra estudante são presos pela Polícia Civil (Fotos: Larissa Wilson)

O estudante universitário Felipe Carlos dos Santos, 20 anos, foi assassinado sem reagir ao assalto. Esta é a conclusão do inquérito policial sobre o crime registrado no último dia 28 de setembro, em um ponto de ônibus perto da faculdade onde cursava Direito, em Maceió. Os dois responsáveis pelo homicídio foram presos e apresentados pela Polícia Civil de Alagoas.

Durante uma coletiva de imprensa, realizada na tarde desta quarta-feira (07), na sede da Delegacia-geral, a polícia divulgou detalhes da investigação e apresentou os dois presos: Alexsandro Santos Ferreira Garote, de 20 anos, e Lucas José da Conceição, de 21 anos.

Após o crime, as investigações tiveram início e a localização dos acusados aconteceu através de testemunhas e das imagens das câmeras de segurança instaladas em um coletivo em que eles estavam antes de praticarem o assalto.

Alexsandro Santos e Lucas da Conceição foram presos numa residência e não reagiram à prisão. Segundo a polícia, eles são envolvidos em vários crimes de roubo contra o patrimônio. Alexandro Santos é acusado de ser o autor do disparo que matou o estudante.

Em 2012, ele, ainda adolescente, foi representado na 9ª Vara Criminal da Capital, por homicídio. Enquanto Lucas da Conceição responde por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e corrupção, processado na 12ª Vara Criminal da Capital.

A apresentação à imprensa foi coordenada por Luci Mônica, delegada geral-adjunta, e a delegada Maria Angelita, da Delegacia de Roubos da Capital, que conduziu as investigações e efetuou as prisões, nas residências dos acusados, no bairro do Canaã.

Segundo a delegada Angelita, desde o momento que ocorreu o crime, uma equipe foi colocada na rua para apurar os fatos. ”A partir da identificação começamos a realizar diligência para localizá-los. É importante frisar o empenho dos policiais da Delegacia de Roubos da Capital e a importância do disque denúncia 181 para que a população continue colaborando com o trabalho policial. Muitas informações são encaminhadas à Polícia Civil através de telefonema, que passam a somar com as provas da investigação”, completou a delegada.

Já a delegada Luci Mônica lembrou que o secretário Alfredo Gaspar e o delegado-geral Paulo Cerqueira determinaram total empenho para que o crime fosse solucionado e os autores presos.

A 17ª Vara Criminal da Capital expediu os mandados de prisão contra Alexandro e Lucas. Após os procedimentos policiais, os dois foram recolhidos para a Casa de Custódia da Polícia Civil.

A dupla vai responder por crime de latrocínio por invadir um coletivo, praticar roubo contra os passageiros, com uso de arma de fogo e assassinar Felipe Carlos, que estava no ponto do ônibus e não esboçou reação.

 Delegadas Maria Angelita, da Delegacia de Roubos, e Luci Mônica, delegada-geral Adjunta da Polícia Civil

Delegadas Maria Angelita, da Delegacia de Roubos, e Luci Mônica, delegada-geral Adjunta da Polícia Civil

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados