Uncisal assina contrato para construção de novo biotério

Obra está orçada em R$ 1,2 milhão e deve ser concluída no prazo estimado de 210 dias

Uncisal assina contrato para construção de novo biotério

Obra está orçada em R$ 1,2 milhão e deve ser concluída no prazo estimado de 210 dias

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 15 de junho de 2021
Categoria: Educação | Tags: ,,


Depois de anos de espera, a Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) ganhará um novo biotério. O reitor da instituição, Henrique de Oliveira Costa, assinou esta semana o contrato que vai garantir a construção do espaço. A obra está orçada em R$ 1,2 milhão e deve ser concluída no prazo estimado de 210 dias.

O novo biotério servirá como espaço de conservação de animais em condições adequadas à utilização em experimentos científicos ou produção de vacinas e soros. O espaço atende aos padrões do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), conforme a veterinária Daniele Leal, responsável pelo biotério.

De acordo com Mara Ribeiro, pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, a construção do novo biotério vai permitir não apenas a retomada, mas a ampliação das pesquisas na universidade. “Com a modernização do nosso biotério, passamos a ter a possibilidade de desenvolver pesquisas mais específicas na área experimental”, explica.

PROJETO APROVADO HÁ 10 ANOS

Para o reitor da Uncisal, Henrique de Oliveira Costa, a construção do biotério é emblemática. O financiamento para a obra foi aprovado há cerca de 10 anos. Mas a construção não havia sido concretizada por problemas burocráticos. Agora, a universidade será contemplada com um projeto atualizado e que faz a integração com o prédio-sede.

“A Financiadora de Estudos e Projetos havia liberado recursos há algum tempo. Quando nós assumimos, nós fizemos uma ampliação desse projeto. Houve uma mudança de concepção. Ao invés de ser uma reforma de uma estrutura muito acanhada, foi pensado um projeto arrojado, ampliado e que se integra com a estrutura do prédio-sede. Este é um sonho sonhado por muitos. É um trabalho de muitas mãos. Tem uma pessoa que a gente precisa agradecer, que é o engenheiro voluntário Antônio Araújo, que ajudou nesta nova concepção. Esse biotério vai ser um ganho muito grande para a área acadêmica da nossa instituição”, destaca Henrique Costa.

No mesmo sentido, a vice-reitora Ilka do Amaral Soares pontua que o projeto que se concretiza supera as expectativas iniciais. “Este é o esforço de uma equipe. Foram várias pessoas envolvidas, de vários setores. É um processo que vai se tornar realidade com uma perspectiva ampliada do que se imaginava na época em que foi desenvolvido. Foram feitas mudanças, que vão gerar mais benefícios do que se imaginava no início. A obra vai trazer uma perspectiva muito boa, que vai envolver o ensino e a pesquisa”, conclui a vice-reitora.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados