Um filme que caminha no passado e fala sobre memórias

O filme foi contemplado pelo Prêmio de Incentivo a Produção Audiovisual de Alagoas e venceu vários prêmios

Por | Edição do dia 11 de novembro de 2015
Categoria: Artigos, Cinema, Diversão | Tags: ,,


11393251_830000037069110_5493663119979197692_n

Anita das Neves, atriz que protagonizou o filme (Foto: divulgação)

“O que lembro, tenho” (2012) é um daqueles filmes em que a alma é tocada de forma leve. Com elementos que nos levam a memórias afetuosas do passado, ele constrói, durante toda a história, uma relação pessoal que ultrapassa os limites da película.

O filme conta a história da idosa Maria, uma mulher que vive humildemente em um apartamento com a filha. Pela idade avançada, Maria se perde no tempo e em memórias reais, vividas no interior de Alagoas, junto com seus sintomas de demência.

A filha Joana, que cuida carinhosamente da mãe, assiste tudo de longe, com uma dor que parece sair do coração, pois nada pode fazer para mudar a forma como sua mãe age diante do mundo.

A ficção de 19 minutos, com roteiro e direção de Raphael Barbosa e produção de Nina Magalhães e Nataska Conrado, merece ser assistido e, principalmente, levado para o público alagoano.

A história da vida real

A atriz estreante que protagonizou a dona Maria, Anita das Neves – ganhadora do prêmio de melhor atriz pelo Festival Curta Coremas de 2014 – e moradora de Boca da Mata, faleceu em junho com 77 anos. Para homenageá-la, a equipe do filme decidiu divulgar o filme online em junho desse ano.

O filme pode ser assistido através desse link
Com legendas em inglês e espanhol aqui

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados