Últimos dias da exposição Teia de Sentidos, de Pedro Cabral

A mostra segue em cartaz até sexta (22/11) no Complexo Teatro Deodoro; quase duas mil pessoas visitaram

Últimos dias da exposição Teia de Sentidos, de Pedro Cabral

A mostra segue em cartaz até sexta (22/11) no Complexo Teatro Deodoro; quase duas mil pessoas visitaram

Por | Edição do dia 19 de novembro de 2019
Categoria: Agenda Cultural, Diversão


deodoroCom mais de um mês com a exposição Teia de Sentidos em cartaz, Pedro Cabral, artista plástico, arquiteto e urbanista, recebeu uma mensagem em suas redes sociais que chamou a atenção. Ele contou que a mensagem de uma visitante dizia: “todos sentidos despertam o sexto ou o sexto cutuca os outros?”. Possivelmente essa seja a pergunta que todos se fazem ao visitar a Teia de Sentidos, a exposição que foi inaugurada no dia 10 de outubro no Complexo Cultural Teatro Deodoro, no Centro de Maceió, e segue até a próxima sexta-feira (22). A proposta do artista é levar os visitantes a um passeio pelos cinco sentidos por meio das obras e elevar ao sexto sentido, parte que fica no mezanino do Complexo, propondo o estado de sentimento.

“Confesso que não esperava o retorno de opiniões”, admite a surpresa Pedro Cabral. Ele conta que, fazendo um apanhado desse mês em exposição, a sensação que teve é que o público compreendeu a proposta e aceitou muito bem a exposição. “Isso significa objetivo alcançado”, comemora a função de sua arte, como a difusão de expressões às pluralidades da comunidade: “Eu me sinto, como não poderia deixar de ser, realizado. Foi significativo o número de visitantes, muitos estudantes de várias idades interagindo com as obras”.

A exposição está em sua última semana. As visitas podem ser feitas de segunda até sexta-feira, das 8h às 18h; na quarta, o horário se estende até às 20h. Grupos de escolas e instituições ainda têm tempo de agendar a visita guiada pelo escolasditeal@gmail.com ou (82) 98884-6885. Até agora, quase duas mil pessoas visitaram a exposição.

São 40 obras, com técnicas diferentes – pintura a óleo, pastel a seco – e uma instalação. No piso principal, estão 15 telas de 1,20×1,50m, retratando os cinco sentidos humanos, mostrando como eles conectam e desenvolvem as pessoas e relações humanas. No mezanino, a proposta é apresentar um sexto sentido voltado ao sentimento, aos laços sociais e a esperança.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados