Três acusados de homicídio e de terem filmado o crime foram presos em Maceió

Três acusados de homicídio e de terem filmado o crime foram presos em Maceió

Por Redação com assessoria | Edição do dia 20 de maio de 2020
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,


Foto: Reprodução / Internet

Após investigação, uma operação policial integrada entre as Delegacias de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Roubos (DERC) e a Gerência de Recursos foi deflagrada em Maceió e prendeu três acusados de homicídio cometido no dia 5 de abril deste ano. A vítima se trata de Jeferson dos Santos, 23, que foi morto por disparos de tiro na BR 316, entre a rotatória da Federal e a Paragominas, em Maceió. O crime foi filmado pelos autores do crime e o vídeo foi compartilhado nas redes sociais.

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos têm 25, 23 e 19 anos de idade, e, em operações conjuntas, os três foram presos nos dias 13, 14 e 18 deste mês, em Maceió. “O crime gerou muita repercussão e causou revolta pela forma como foi praticado, sobretudo porque os criminosos filmaram toda ação, cujos vídeos foram divulgados em todas as redes sociais. A ousadia do grupo foi tamanha, não apenas pelo fato de terem cometido o homicídio em via pública movimentada e durante o dia, mas também porque instantes depois os criminosos retornaram à cena do crime para confirmar o óbito e verbalizar ameaças”, relatou o coordenador da DHPP, delegado Eduardo Mero.

Ao tomar conhecimento do fato, de imediato a equipe plantonista da DHPP se dirigiu ao local do crime, realizando a investigação preliminar. Já no dia seguinte a 3ª DHC, que tem a delegada Tacyane Ribeiro como responsável, assumiu o caso, efetivando diversas diligências investigativas que culminaram na elucidação rápida do crime, identificando autoria e esclarecendo a motivação.

O delegado Eduardo Mero disse ainda que, prontamente, a delegada responsável pelo seguimento representou pelas prisões dos três autores, tendo sido a decisão proferida e os mandados expedidos de maneira extremamente célere pela 9ª Vara Criminal da Capital, após parecer favorável do Ministério Público (MP). “Segundo investigação, confirmada com as confissões dos autores, o crime teria sido motivado por disputas entre facções rivais. O acusado de 25 anos, era quem conduzia o veículo, enquanto filmava a ação”, informou

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados