Trabalhadores rurais são ameaçados em Traipu (AL)

Por Assessoria | Edição do dia 6 de outubro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Foto: Divulgação

As dezenas de famílias que vivem no Acampamento Mandacaru, no município de Traipu, no Agreste de Alagoas, estão sob ameaça de políticos da região que querem expulsar os trabalhadores e trabalhadoras da terra em que vivem há 18 anos.

Segundo os acampados e acampadas, as ameaças partiram do ex-vice prefeito da cidade de Girau do Ponciano, Severino Correia Cavalcante, conhecido como Severino do Chapéu na região, além de Toinho Monteiro, filho do antigo proprietário da área.

De acordo com as famílias Sem Terra os dois estiveram nesta segunda-feira (05) no acampamento, acompanhando de outros homens, exigindo que os camponeses e camponesas deixassem a área, ameaçando passar com trator e com bala por cima das pessoas que continuassem no território.

O Acampamento Mandacaru é coordenado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na região. Lá os agricultores e agricultoras vivem da roça, em especial da produção de feijão, milho, palma e criação de pequenos animais. A área ainda conta com uma escola de jovens e adultos que atende os acampados e acampados.

No início de 2020, mesmo após várias tentativas de negociação com o Poder Público, as famílias foram despejadas da área e, após o início da pandemia, retornaram para a terra no mês de abril na tentativa de manter a sobrevivência e trabalho na terra.

O MST já acionou os órgãos competentes para acompanhar o caso e garantir a defesa da vida dos homens, mulheres, jovens e crianças que vivem no Acampamento.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados