TJ restabelece decisão que obriga ALE a repassar imposto de renda

Determinação, por maioria, atende a pedido do Ministério Público Estadual, em recurso contra a decisão da presidência do TJ

Por | Edição do dia 3 de novembro de 2015
Categoria: Blog | Tags:


O Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas decidiu restabelecer a decisão de primeiro grau que determinou à Assembleia Legislativa de Alagoas que faça o repasse ao Governo do imposto de renda pago por servidores e deputados. A decisão foi por maioria, em sessão nesta terça (3).

“Não há sentido em se considerar que a determinação de que a Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas retenha a verba cuja retenção é obrigada constitucionalmente possa vir a causar lesão grave à ordem, à saúde, à segurança e à economia pública”, avaliou o desembargador Fábio Bittencourt, que abriu a divergência no julgamento e foi acompanhado por mais 8 desembargadores.

“Esse dinheiro deve fazer uma falta enorme para o Governo de Alagoas. [O não repasse] é um expediente usado para aumentar o duodécimo”, disse o desembargador Tutmés Airan, ao seguir a divergência. “A assembleia precisa entender de uma vez por todas que a sua gestão tem limites”, completou.

O desembargador relator, presidente Washington Luiz Damasceno Freitas, foi voto vencido. “O magistrado desrespeitou o princípio da intranscendência, da separação entre os poderes e da ampla defesa”, afirmou o relator.

A decisão atende a pedido do Ministério Público Estadual, em recurso contra a decisão da presidência do TJ, em 14 de maio de 2014, que suspendia a decisão do juiz Alberto Jorge Correia, da 17ª Vara Cível da Capital.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados