Tite pode fazer Seleção reviver tempos áureos, diz Love

Por | Edição do dia 4 de novembro de 2015
Categoria: Esportes


 

Apontar a filosofia de Tite como o segredo da poderosa campanha do Corinthians no Campeonato Brasileiro já virou hábito entre os jogadores alvinegros. Mas para Vagner Love, a mentalidade do treinador gaúcho foi fundamental para o centroavante ultrapassar também algumas barreiras pessoais. A confiança demonstrada pelo comandante ajudou Love a superar críticas, retomar o bom futebol e e deslanchar como um dos artilheiros da competição.

“Nunca desaprendi a jogar futebol, mas o que ele faz não só comigo, mas com todos os jogadores, é uma coisa diferente. Nos trata como filho, sabe das nossas necessidades, o que podemos melhorar. Procurar tirar o máximo de cada jogador. Ele sabe do meu valor e do meu potencial e tirou tudo que eu podia tirar de mim dentro do campo. Agora, os resultados tão saindo. Tite é peça fundamental para todos nós, ele consegue nos conquistar de uma tal forma que vamos trabalhar e correr por ele”, elogiou o atacante.

Os jogadores Romero e Vagner Love durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava, Zona Leste de São Paulo (SP), nesta sexta-feira (22). A equipe se prepara para enfrentar o Fluminense, jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (24), no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. Rodrigo Gazzanel/Futura Press

Os jogadores Romero e Vagner Love durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava, Zona Leste de São Paulo (SP), nesta sexta-feira (22). A equipe se prepara para enfrentar o Fluminense, jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (24), no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. Rodrigo Gazzanel/Futura Press

Love crê que as qualidades do gaúcho poderiam ser usadas em prol de um bem maior. A exemplo das alegrias que trouxe ao clube do Parque São Jorge, a capacidade de conduzir bem com o grupo poderia ser solução para restaurar a Seleção Brasileira , e até uma tentativa válida de reviver os tempos áureos da canarinha, que ainda sangra as feridas do 7 a 1.

“Tite é excelente treinador que evoluiu muito nos últimos anos. Temos que respeitar o treinador que está lá, foi uma escolha da CBF. Mas caso Dunga venha a sair, Tite é um cara que tem total condição de assumir a Seleção e fazê-la jogar o que jogava há alguns anos”, apostou o camisa 99.

Vice-artilheiro da Série A com 12 gols, ao lado de Jadson e Lucas Pratto, atrás apenas de Ricardo Oliveira, Love não escondeu o desejo de vestir a amarelinha ao lado dos alvinegros Cássio, Gil, Elias e Renato Augusto. O artilheiro do amor, no entanto, reconheceu que o caminho é continuar empenhando esforços dentro do clube prestes a se sagrar hexacampeão brasileiro.

“Tenho que fazer o meu melhor dentro do Corinthians. A Seleção é consequência do que você faz no clube e somos o exemplo disso. Os quatro convocados estão rendendo muito bem no Brasileiro, mostram uma regularidade excelente, e isso vai então merecem estar na Seleção. Tem que merecer. Se o treinador achar que eu mereço, vou ficar muito feliz”, completou.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados