Thais Canuto faz balanço dos primeiros seis meses de mandato como vereadora por Pilar

Durante o período, a parlamentar pautou diversas ações da administração pública, cobrando maior benefícios para a população e aos servidores públicos municipais

Thais Canuto faz balanço dos primeiros seis meses de mandato como vereadora por Pilar

Durante o período, a parlamentar pautou diversas ações da administração pública, cobrando maior benefícios para a população e aos servidores públicos municipais

Por Assessoria | Edição do dia 16 de julho de 2021
Categoria: Política | Tags: ,,,


Pela primeira vez ocupando um cargo público, a vereadora Thais Canuto (MDB/Pilar), acumula elogios da população, que está atenta às suas iniciativas durante os seus primeiros seis meses, na Câmara Municipal de Pilar. Durante o período, a parlamentar esteve presente em todas as sessões, apresentou 13 indicações, enviou 2 projetos de lei e cobrou inúmeras explicações sobre ações duvidosas da Prefeitura do Pilar.

“Não vou ser hipócrita e dizer: foi fácil trabalhar esses seis meses. Não foi! Tentaram me desacreditar, desmerecer minhas cobranças, tirar meus méritos, criaram Fake News, impediram meu acesso às informações importantes e de interesse público, criaram discursos incoerentes com o propósito de confundir as pessoas, tentaram me calar e me intimidar. Mas, quando a gente trabalha com a verdade e de forma independente, tudo se encaminha para o bem e o resultado está aí, para todos verem”, ressaltou Thais Canuto.

Em pouco tempo, a vereadora conseguiu pautar ações admiráveis para a população, estas, efetivadas pela Prefeitura do Pilar, como: o benefício para os comerciantes, uma indicação protocolada por ela em março, incentivou a criação da lei do auxílio para bares e restaurantes. Thais, também obteve sucesso na cobrança da valorização dos profissionais da saúde, os quais foram gratificados por meio de uma lei, que instituiu o benefício do Programa Previne Brasil à categoria.

Ela cobrou e foi atendida, na prioridade da vacinação dos profissionais da educação, dos garis e das margaridas, e sempre ressaltou a importância da volta às aulas com responsabilidade à vida.
Os precatórios do FUNDEF, também é uma luta, que a vereadora priorizou, pedindo informações não respondidas sobre o extrato dos precatórios e realizando indicação pedindo ao Executivo Municipal a criação da lei para o pagamento dos trabalhadores.

Mesmo, em meio a críticas dos vereadores de base do prefeito, Thais Canuto trouxe à tona a cobrança dos 14% dos aposentados e pensionistas no Projeto de Lei da reforma previdenciária do município. “O governo municipal iria ceifar 14% do salário dos aposentados e pensionistas. Se eu não tivesse encontrado o “dito erro”, hoje, eles já estariam com sua renda reduzida”, esclareceu a parlamentar.

A vereadora clamou por incentivo e prioridade para os pilarenses. “Nos projetos de lei, que chegam a Casa Legislativa, eu sempre tento implantar emendas, que priorizem o morador do Pilar, pois eu vejo o quanto muitos seguem sem emprego ou oportunidade, passando necessidades alimentar, enquanto a cidade vive uma grande expansão estrutural, com investimentos milionários em obras”, explica Thais.

O trabalho da vereadora Thais Canuto não para por aí. Desde o início do ano, ela se empenha em um projeto de lei para isenta a classe rural em todas as faixas de consumo e a classe residencial até a faixa de consumo de 50 kwh; e reduzir em 20% o tributo de contribuição para iluminação pública (CIP) das outras classes e faixas de consumo dos contribuintes.

O PL de Nº 24, de 28 de junho de 2021, foi protocolado com o estudo de impacto orçamentário e financeiro, recebeu o parecer jurídico e contábil favorável e segue em análise nas comissões da Câmara Municipal.

“O objetivo deste tributo não é não é de excesso na arrecadação. Minha equipe técnica fez um trabalho excelente e demonstrou, que é possível reduzir a taxa de iluminação pública, sem perdas para o município e dentro das recomendações da Confederação Nacional dos Municípios. Agora, é torcer para que os colegas vereadores entendam, que o nosso papel é representar o interesse da população e votem sim, quando o projeto for para o plenário”, enfatizou Thais Canuto.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados