Terceirizado da Equatorial estupra mulher durante serviço em Maceió

Estupro foi cometido durante procedimento de corte de energia; homem confessou o crime

Terceirizado da Equatorial estupra mulher durante serviço em Maceió

Estupro foi cometido durante procedimento de corte de energia; homem confessou o crime

Por Redação | Edição do dia 20 de fevereiro de 2021
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,


Na noite dessa sexta-feira (19), dois funcionários de uma empresa terceirizada da Equatorial Energia foram até a residência de uma mulher no bairro Cidade Universitária para realizar um procedimento de corte de energia. Um dos homens alegou que precisaria fazer uma avaliação dentro da residência da vítima e quando teve a entrada liberada cobriu a boca da mulher e a violentou sexualmente dentro de sua residência.

Quando os militares do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) chegaram ao local identificaram que os homens haviam deixado um termo de notificação onde constava o nome da empresa e a identificação funcional dos funcionários.

Em contato com a Equatorial, os policiais confirmaram a identidade e tiveram acesso a localização dos suspeitos. Acompanhada pela polícia, a vítima, uma jovem de 23 anos, identificou o suspeito de estupro. Os militares então conduziram todos os envolvidos para a Central de Flagrantes. Lá, um dos funcionários, um homem de 39 anos,  confessou o crime. Em seu telefone celular também foi encontrada uma foto que tirou da vítima sem que ela percebesse.

O homem foi preso em flagrante pelo crime de estupro.

EQUATORIAL

Em nota, a Equatorial Energia disse que solicitou o afastamento dos funcionários envolvidos no crime.

Nota de esclarecimento: suspeita de estupro em Maceió

Sobre a suspeita de estupro ocorrida no Residencial Maceió I na Cidade Universitária, envolvendo um prestador de serviço da Equatorial, a Distribuidora informa que recebeu a comunicação através da empresa terceirizada e que está apurando a situação. A Equatorial já solicitou o afastamento dos colaboradores até que tudo seja esclarecido e irá acompanhar a investigação pelas autoridades policiais uma vez que tem todo interesse na elucidação do caso.

Ressalta que a Equatorial não compactua com qualquer ato ilegal, tendo inclusive regras rígidas de comportamento para seus contratados terceirizados. Após a apuração a Equatorial tomará as medidas legais contra quem de direito.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados