Teotônio Vilela passa a adotar toque de recolher para enfrentar avanço da covid-19

Em novo decreto publicado nesta sexta-feira, 22, o município adotou uma série de medidas mais rígidas

Por Carol Amorim - Repórter | Edição do dia 22 de maio de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


Foto: Reprodução

O município de Teotônio Vilela decretou toque de recolher até o dia 1º de junho. A informação foi publicada no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, 22. O período de recolhimento irá durar das 21h30 às 4h30 do dia seguinte. Além dessa medida, o município também adotou uma série de regras mais rígidas para conter o avanço do novo coronavírus, como a proibição da entrada de crianças menores de 12 anos em estabelecimentos, bancos, lotéricas e outros órgãos públicos.

O município registrou nesta quinta feira, 21, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 66 casos de covid-19, 15 casos suspeitos e um caso de óbito.

O decreto deixa claro que o toque de recolher se trata de um “confinamento domiciliar obrigatório em todo o território do Município de Teotônio Vilela, Estado de Alagoas, ficando terminantemente proibido a circulação de pessoas, exceto quando necessário para acesso aos serviços essenciais ou sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência”.

No caso da proibição da circulação de crianças menores de 12 anos, o documento expõe que os casos justificáveis e quando a criança não puder ficar com o responsável em local seguro, entram no critério de exceção.

O documento também pede que as pessoas se limitem a circular em casos de necessidades alimentares, cuidados com a saúde e para o exercício de atividades essenciais. Além disso, o uso de máscara ao sair passa a ser obrigatório na cidade.

Em virtude do toque de recolher, também foi proibida a circulação e permanência de pessoas nas praças, ruas e logradouros. Também caberá, adiante do decreto, a apreensão de veículos por meio da Polícia Militar.

A proibição do uso do espaço público para a colocação de bancas nas calçadas e em frente as lojas também foi estabelecida.

Comércio

Outras medidas mais especificas também foram decretadas para o comércio da cidade. Os estabelecimentos deverão, sob pena de multa e interdição, organizar filas dentro e fora do local, com distância mínima de 1,5m entre as pessoas; controle de acesso a uma pessoa por família; distanciamento mínimo de 2m entre as estações de trabalho; possibilidade de redução de força de trabalho presencial de 50% em cada turno, desde que não atrapalhe as necessidades dos serviços. Esse item é válido para agências bancárias e casas lotéricas.

O decreto ainda recomenda evitar divisão de objetos entre funcionários, manutenção de higiene no ambiente e equipamentos e uso frequentes de sistema natural de circulação de ar. Bem como a disponibilidade de álcool em gel 70% e máscaras para colaboradores.

Ainda para os estabelecimentos que tenham contato com o público, o decreto pede a instalação de anteparo de proteção.

Feira

No documento fica determinado que a Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo “deverá organizar as feiras livres e similares, de modo a assegurar o distanciamento social, usos de EPIs, evitando aglomeração de pessoas e contatos proximais, mantendo as condições de higiene dos respectivos ambientes, observadas as normas e recomendações das autoridades competentes”.

Nesses ambientes também fica proibida, por tempo indeterminado, a entrada de feirantes e ônibus de outros estados e municípios no dia de realização da feira-livre.

Nesta quinta-feira, 21, o município divulgou que serão instalados lavatórios nas feiras para facilitar a higienização.

Para fiscalizar as determinações desse decreto e do decreto emergencial do estado, a Guarda Municipal atuará em conjunto com a Polícia Militar. Caso ocorra descumprimento das medidas, caberá punições administrativas e, em outros casos, autuações.

Para mais detalhes, clique aqui para ler o decreto na íntegra.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados