Técnico é morto por pai indignado com veto a filha em jogo

Por | Edição do dia 9 de novembro de 2015
Categoria: Esportes


EFE

Um treinador de basquete de uma equipe infantil feminina do estado de Oaxaca, sul do México, foi assassinado a tiros por um pai indignado com a decisão de não incluir sua filha em uma partida, informaram nesta segunda-feira fontes judiciais.

O incidente ocorreu em uma unidade esportiva em Oaxaca no domingo depois que o treinador Guillermo Audelo, de 33 anos, dirigiu uma partida de sua equipe “Dragones”, disse a polícia ao site noticias.net.mx .

TREINADOR

O pai de uma das jogadoras, de 11 anos, ficou furioso porque sua filha não foi incluída no jogo porque chegou atrasada, discutiu com o treinador e no final da partida o confrontou na porta do ginásio e proferiu cinco tiros contra o mesmo.

O suposto assassino, um cantor de música mexicana, escapou com a menina e com sua esposa a bordo de um táxi com destino desconhecido, de acordo com testemunhas citadas pela imprensa de Oaxaca.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados