Técnica de enfermagem afirma ter se distraído e por isso não aplicou vacina em idosa 

O depoimento dela foi colhido nesta quinta-feira (18) pela Polícia Civil

Técnica de enfermagem afirma ter se distraído e por isso não aplicou vacina em idosa 

O depoimento dela foi colhido nesta quinta-feira (18) pela Polícia Civil

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 19 de fevereiro de 2021
Categoria: Maceió, Ultimas Notícias | Tags: ,,


Foto: Reprodução/ Redes Sociais

A técnica de enfermagem, acusada de não aplicar a vacina contra a Covid-19 em uma idosa de 97 anos durante o primeiro dia da campanha em Maceió, prestou depoimento à Polícia Civil (PC) nesta quinta-feira (18). Ela afirmou aos policiais que se distraiu e por isso a vacina não foi aplicada. O inquérito para investigação do caso foi aberto na sexta-feira (12). 

Outros profissionais de saúde, que estavam trabalhando na campanha de vacinação no dia em que o caso ocorreu, serão intimados pelo delegado Antônio Edson, responsável pela investigação. Os familiares da idosa que  levaram no ponto de vacinação também serão escutados. Segundo o delegado, a ordem dos depoimentos foi invertida, para que técnica de enfermagem fosse a primeira contar sua versão dos fatos.

“Ela confirmou que aplicou a vacina, porém, não empurrou o êmbolo. Afirmou que, no momento da aplicação, alguém perguntou sobre a reação da vacina. Ela parou para responder e se distraiu, achando que já tinha aplicado a dose”, explicou o delegado.

 

Mais sobre o caso

O erro foi percebido pela família da idosa que gravou um vídeo momento da vacinação, mas ao analisarem melhor as imagens notaram que a técnica de enfermagem não havia aplicado a vacina, ela tinha apenas “furado” a mulher sem injetar o imunizante. Depois de ter sido comprovado o erro a idosa foi devidamente vacinada e os protocolos mudaram.

As novas determinações são que os profissionais de saúde mostrem aos acompanhantes, e as pessoas serão vacinadas, todo o processo, desde a seringa cheia antes da vacinação a ela vazia depois do processo ter sido concluído. A reformulação foi feita pela Prefeitura de Maceió, que também afirmou que esse fato foi um caso isolado.

A situação ganhou repercussão nacional e está sendo investigada pelo Ministério Público de Alagoas (MP/AL). Já a decisão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Maceió foi de afastar a técnica de enfermagem, responsável pelo erro, por tempo indeterminado.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados