Teca Nelma se reúne com protetoras independentes de animais para entender sobre necessidades da causa

Por Assessoria | Edição do dia 3 de setembro de 2020
Categoria: Notícias, Política


Reunião tratou sobre falta de remédios, prestação de socorro e também castrações gratuitas. Foto: Assessoria

Nesta quarta-feira (2), a pré-candidata a vereadora pelo PSDB, Teca Nelma, conversou com protetoras independentes de animais de Maceió para entender as dificuldades encontradas pelas voluntárias no momento do resgate e cuidados dos animais. Teca é voluntária de projetos sociais, se tornou vegetariana há cinco anos e luta pela causa animal.

De acordo com as protetoras, cada vez fica mais difícil conseguir doações. Faltam remédios, prestação de socorro e também castrações gratuitas. Além disso, outro grande problema que vem sendo enfrentado é a falta de local para deixar os animais que saem da situação de rua.

Segundo Gi Araújo, fundadora do projeto SOS Animais AL, mesmo após a lei estadual, onde se torna crime os maus tratos aos animais, ter sido sancionada, a violência não diminuiu.
‘’ Depois da lei, tivemos a esperança de que as pessoas iriam se conscientizar e diminuir os maus tratos, mas na realidade não fez nenhuma diferença’’, relatou.

Ainda de acordo com as protetoras de animais, existe uma dificuldade em fazer resgastes e prestar socorro pela falta de atendimento da própria polícia.
‘’Muitas vezes a polícia não atende ao chamado de resgate animal. Por isso acabamos tomando as providências sozinhas e nos endividando em clínicas veterinárias’’, finalizou Gi Araújo.

Para as protetoras, é necessário primeiro cuidar dos abrigos já existentes e torna-los ainda mais eficazes na recepção de novos animais.
‘’ Em Maceió, não se tem estrutura para a causa animal. O gargalo não é a castração e sim a falta de serviço que deveria ser feita pela Prefeitura da capital. Nós estamos tentando fazer uma parcela do trabalho que deveria ser feita por eles’’, concluiu uma das protetoras.

Teca Nelma acredita que é necessário um mapeamento para que o controle dos animais de rua possa ser feito e que a população se conscientize sobre o abandono e maus tratos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados