Taxa de desemprego vai a 14,4%, a maior da pandemia, revela IBGE

Número leva em conta quem procurou emprego e não encontrou no período, que somavam 14 milhões de brasileiros na última semana de setembro

Por Revista Fórum | Edição do dia 16 de outubro de 2020
Categoria: Brasil, Notícias | Tags: ,,


Arquivo

A taxa de desemprego da quarta semana de setembro ficou em 14,4%, atingindo 14 milhões de trabalhadores e trabalhadoras, de acordo com a PNAD Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior taxa desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Em cinco meses, mais de 4,1 milhões de brasileiros ficaram desempregados por causa da pandemia, que agravou a crise econômica no país. Na primeira semana de maio, a taxa de desemprego era de 10,5% e atingia 9,8 milhões de trabalhadores. Entre a primeira semana de maio e a quarta semana setembro aumentou em 43% o número de desempregados no país.

O IBGE considerou que, do ponto de vista estatístico, os números da última semana de setembro ficaram “estáveis” em relação ao período anterior, quando o total de brasileiros sem ocupação estava em 13,3 milhões, com uma taxa de 13,7%.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados