Tarifa Social: quase 120 mil alagoanos estão deixando de receber desconto de até 65% na conta de luz, segundo Equatorial

Cadastro para ter direito ao benefício pode ser realizado pelo site, WhatsApp, agências ou postos de atendimento presenciais da Distribuidora em todo o Estado

Tarifa Social: quase 120 mil alagoanos estão deixando de receber desconto de até 65% na conta de luz, segundo Equatorial

Cadastro para ter direito ao benefício pode ser realizado pelo site, WhatsApp, agências ou postos de atendimento presenciais da Distribuidora em todo o Estado

Por Assessoria | Edição do dia 4 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,


A Tarifa Social tem beneficiado milhares de alagoanos com descontos de até 65% na conta de luz. De acordo com a Equatorial, mais de 380 mil clientes já recebem o benefício em todo Estado. No entanto, quase 120 mil pessoas estão aptas, mas ainda não estão inscritas no programa, criado para assistir famílias de baixa renda.

Com o objetivo de aumentar o número de beneficiários em Alagoas, a Distribuidora convoca os seus clientes a realizar o cadastro, que pode ser efetuado com segurança, conforto e comodidade pelo site, WhatsApp, agências ou postos de atendimento presenciais da concessionária.

Quem tem direito a Tarifa Social

Para ter direito à Tarifa Social, as famílias devem atender a um dos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional; OU

  • Receber o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) com renda mensal por pessoa inferior a um quarto do salário mínimo; OU

  • Ter renda mensal de até 3 (três) salários mínimos e residente com doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico exija o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos essenciais à vida e que dependam do consumo de energia elétrica; OU

  • Famílias indígenas e quilombolas inscritas no Cadastro Único com renda menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa ou que possuam, entre seus moradores, algum beneficiário do BPC.

Bandeira Amarela

Na última sexta-feira (29), a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou bandeira amarela no mês de novembro para os consumidores que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica. A nova bandeira equivale ao pagamento de R$ 1,87 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Até outubro, estava sendo cobrado a bandeira vermelha patamar 2, que adiciona R$ 9,49 às contas para cada 100 kWh. Isso equivale a uma redução de mais de 80% no valor cobrado ao cliente, contribuindo ainda mais para a redução da conta de energia.

Os clientes que se enquadrarem nos critérios podem realizar o cadastro na Tarifa Social por meio do site no link: https://al.equatorialenergia.com.br/cadastro-baixa-renda/ ou pelo Whatsapp. Neste caso, basta salvar o número (82) 2126-9200 na agenda do celular e dar um “oi” para a assistente virtual Clara. Se preferir, o consumidor também pode se dirigir pessoalmente à uma das agências ou postos de atendimento presenciais da Distribuidora no Estado.

Lembrando que para se cadastrar na Tarifa Social é necessário estar munido do Número de Inscrição Social (NIS), CPF, RG ou Registro Administrativo de Nascimento do Indígena (RANI) para as famílias indígenas e última conta de energia. Caso possua o Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC), informar o número do benefício.

Atualização Cadastral

A gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Alagoas, Patrícia Moraes, destaca a importância da Tarifa Social, que tem feito a diferença na vida das famílias alagoanas. “O programa tem contribuído positivamente com o orçamento daqueles que mais precisam. Por isso, convoco todos os clientes que estão aptos, mas que ainda não recebem o benefício, a se inscreverem”, reforça.

A executiva também alerta para a importância de as pessoas que já recebem o benefício realizarem a atualização cadastral, a cada dois anos, junto ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou à Prefeitura, pois quem não atualiza o cadastro pode ser excluído do programa. Para mais informações sobre a Tarifa Social, acesse o site da equatorial.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados