Suspeitos de invadir banco e roubar armas de vigilantes são presos em Maceió

Um dos acusados morreu durante confronto com a polícia em Arapiraca

Suspeitos de invadir banco e roubar armas de vigilantes são presos em Maceió

Um dos acusados morreu durante confronto com a polícia em Arapiraca

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 10 de fevereiro de 2021
Categoria: Maceió, Polícia, Sem categoria | Tags: ,,,,


Foto: Clariza Santos

Três dos acusados de invadir o Banco do Brasil, localizado no Farol, na Avenida Tomás Espíndola, foram detidos nesta quarta-feira (10) pela polícia na capital alagoana. As armas roubadas por eles quando renderam os vigias foram recuperadas e apreendidas.

Foto: DEIC

Os suspeitos foram presos em Maceió, mas um dos envolvidos morreu após entrar em confronto com policiais em Arapiraca. Após serem detidos os acusados foram encaminhados a sede da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), onde seus depoimentos serão colhidos pelo delegado Gustavo Xavier. As informações são da Polícia Civil.

Segundo o delegado , a polícia localizou e abordou os suspeitos depois de terem conseguido rastrear o carro utilizado por eles para fugir. Já o acusado que morreu em confronto, identificado como Cláudio Flor de Andrade, teria atirado nos policiais, que se defenderam e acabaram baleando o homem. Cláudio é tido como um dos homens responsável por render os vigilantes.  

Pelo menos dois dos acusados, de acordo com a DEIC, devem ser autuados em flagrante por terem participado diretamente do roubo. O envolvimento do terceiro suspeito no assalto ainda está sendo investigado pela polícia, até o momento ele segue detido.

O furto aconteceu nesta terça-feira (09) na agência do banco do Brasil situada no Farol, por volta das 8h, cerca de  duas horas antes da abertura do banco. Estima-se que pelo menos três bandidos renderam um agente de segurança no estacionamento e o levaram para dentro do banco, onde roubaram três armas de fogo. A polícia foi acionada pela gerente que ao notar a ação dos criminosos apertou o botão de pânico.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados