Suspeito de assassinato no Cidade Universitária é preso após denúncia da população

Prisão aconteceu nesta quinta-feira (18) após uma investigação organizada pela Polícia Militar

Suspeito de assassinato no Cidade Universitária é preso após denúncia da população

Prisão aconteceu nesta quinta-feira (18) após uma investigação organizada pela Polícia Militar

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 18 de fevereiro de 2021
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,,


Um homem identificado como Paulo Cesar da Silva,  de 32 anos, foi preso suspeito de cometer um assassinato nesta quarta-feira (17). A prisão aconteceu nesta quinta-feira (18) após uma investigação organizada pela Polícia Militar. Também foi descoberto que ele planejava matar quatro pessoas no bairro durante a manhã de hoje, segundo informações de populares.

A população da região foi responsável pela denúncia que deu início à busca dos policiais militares por Paulo Cesar da Silva, também conhecido como Pope ou Paulinho Cabeça. De acordo com os moradores do bairro, ele era o responsável pela morte de José Éverton Tavares da Silva, de 19 anos. 

O celular de Paulo Cesar foi rastreado pelos militares e ele foi localizado escondido em uma casa no Village Campestre. Na mesma casa estava José Francisco da Silva Neto, de 22 anos, popularmente conhecido como Chiquinho. José Francisco reagiu agressivamente à presença da Polícia Militar e acabou sendo baleado na perna.  Depois de Chiquinho receber atendimento médico no Hospital Geral do Estado (HGE), ele e Paulo Cesar foram encaminhados à Central de Flagrantes para que os procedimentos necessários fossem tomados. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na casa onde os suspeitos estavam escondidos a polícia apreendeu uma balança de precisão, duas armas de fogo de calibre 38, seis munições e cerca de 50 comprimidos de Rohypnol, ou Flunitrazepam, medicamento utilizado no tratamento de depressão e ansiedade, mas é comercializando ilegalmente por causar alucinações se usado em grandes quantidades.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados