SMTT orienta maneira correta e segura de transportar animais de estimação em veículos

Deslocamento incorreto pode gerar infrações ao motorista

SMTT orienta maneira correta e segura de transportar animais de estimação em veículos

Deslocamento incorreto pode gerar infrações ao motorista

Por | Edição do dia 22 de maio de 2022
Categoria: Maceió, Ultimas Notícias | Tags: ,,,


A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) alerta os condutores sobre o transporte de animal de estimação da maneira incorreta, sem os devidos itens que garantam a segurança em veículos. Além de gerar possíveis acidentes, a prática resulta em infração por violar o Código de Trânsito Brasileiro.

Deslocamento sem os itens de segurança apropriados para os pets resulta em infrações. Foto: Idalécio Lucas/Ascom SMTT
Deslocamento sem os itens de segurança apropriados para os pets resulta em infrações. Foto: Idalécio Lucas/Ascom SMTT

Por estarem inseridos no cotidiano de seus tutores, os bichinhos de estimação estão cada vez mais presentes em passeios e viagens, pois são considerados parte da família. A SMTT trouxe algumas orientações para que esses deslocamentos sejam feitos de maneira adequada e segura tanto para os pets, quanto para as famílias.

O deslocamento sem os itens de segurança apropriados para os pets, como deixá-los soltos no veículo, ocasionam em distrações ao motorista, e neste caso, se enquadra o artigo 169 do CTB que determina infração leve. Já o artigo 252 do Código de Trânsito, caracteriza como infração média o ato de transportar animais entre os braços e pernas do condutor. A penalidade é aplicação de multa de R$ 136,16 e menos quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

É comum encontrar um cão com a cabeça para fora da janela ao passear de carro, mas essa ação além de ser perigosa, também é considerada uma contravenção. Segundo o artigo 235, conduzir animais nas áreas externas do veículo como teto, capô, porta-malas e inclusive nas janelas, é considerado infração grave. A prática resulta em multa de R$195,30, cinco pontos na CNH e a retenção do veículo.

Prioridade no trânsito é a vida e pequenos gestos como utilizar equipamentos de segurança para os pets, salva vidas. Foto: cortesia
Prioridade no trânsito é a vida e pequenos gestos como utilizar equipamentos de segurança para os pets, salva vidas. Foto: cortesia

“A orientação é que os condutores e tutores que amam e cuidam dos seus pets, que a prioridade no trânsito é a vida. Então, pequenos gestos como utilizar equipamentos adequados como o cinto de segurança específico, o adaptador para trava e até mesmo a caixa de transporte, salvam vidas”, enfatizou o diretor de Operações de Mobilidade, Coronel Cícero Silva.

Shanti e Aysha são animais de estimação da assessora contábil Cleane Carlos. Foto: cortesia
Shanti e Aysha são animais de estimação da assessora contábil Cleane Carlos. Foto: cortesia

A assessora contábil, Cleane Carlos, é tutora de duas cadelas e utiliza os dispositivos de segurança há mais de seis anos em passeios e viagens, para garantir a integridade física dos seus pets.

“Nós saímos de carro para passear todos os fins de semana e sempre utilizamos o cinto e a cadeirinha de segurança, para garantir um passeio seguro para mim e para elas. Eu sinto que elas são minhas filhas e todo cuidado é essencial”, contou Cleane.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados