Sindicato da Adeal diz que vai acompanhar caso de fiscal envolvido na Operação Pirâmide Feudal

De acordo com os sindicalistas, eles estão esperando respostas do Poder Judiciário para tomar medidas administrativas

Sindicato da Adeal diz que vai acompanhar caso de fiscal envolvido na Operação Pirâmide Feudal

De acordo com os sindicalistas, eles estão esperando respostas do Poder Judiciário para tomar medidas administrativas

Por Redação | Edição do dia 8 de abril de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,,


Foto: Assessoria

Após um dos fiscais da Adeal ser envolvido em uma operação denominada de “Pirâmide Feudal”, o sindicato do órgão fiscalizador emitiu uma nota nesta quinta (08), esclarecendo o suposto envolvimento do fiscal.

De acordo com a nota, a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) está esperando uma resposta do Poder Judiciário para as “providências administrativas”. “O sindicato faz questão de esclarecer que haverá apuração sobre o caso e todos os procedimentos ocorrerão junto à Adeal, que aguarda, neste momento, a comunicação oficial do Poder Judiciário para a tomada de providências administrativas.”, diz um trecho do esclarecimento.

Confira a nota na íntegra:

O Sindicato dos Servidores da Fiscalização Estadual Agropecuária de Alagoas (Sinfeagro), representante oficial dos profissionais da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), comunica que irá acompanhar toda a investigação acerca do fato que aconteceu na manhã desta quinta-feira (08/04), quando, em uma operação integrada das Polícias Civil e Militar, desencadeou a operação denominada de “Pirâmide Feudal”, no qual encontrou uma quantia em dinheiro na residência de um servidor da Adeal, no município de Ibateguara, durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão.

O sindicato faz questão de esclarecer que haverá apuração sobre o caso e todos os procedimentos ocorrerão junto à Adeal, que aguarda, neste momento, a comunicação oficial do Poder Judiciário para a tomada de providências administrativas.

O Sinfeagro destaca, ainda, que as ações da Polícia Militar e Polícia Civil tiveram contribuição efetiva dos servidores da Adeal, que trabalham arduamente, para combater a ilegalidade agropecuária em todo o estado, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas. Esta cooperação foi decisiva para desarticular as organizações criminosas que dividiam as tarefas para venda, compra e distribuição de aves com teórica sonegação de tributos devidos, graças à atuação dos fiscais agropecuários, que estão nas rodovias estaduais trabalhando diuturnamente.

Por fim, o Sindicato dos Servidores da Fiscalização Estadual Agropecuária de Alagoas reafirma o compromisso com os servidores da Adeal e preza pela valorização dos profissionais do órgão e pela divulgação dos serviços prestados pelos fiscais agropecuários, que executam as suas atividades com empenho e dedicação, garantindo a sanidade animal e vegetal, como também assegura a entrega de produtos de origem animal certificados e de qualidade à população.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados