Sesc Cultura ConVIDA realizará debate sobre desafios da mulher negra nas artes visuais

Debate é uma das oito propostas selecionadas, por meio do Sesc Cultura ConVIDA, em Alagoas

Sesc Cultura ConVIDA realizará debate sobre desafios da mulher negra nas artes visuais

Debate é uma das oito propostas selecionadas, por meio do Sesc Cultura ConVIDA, em Alagoas

Por Assessoria | Edição do dia 2 de dezembro de 2020
Categoria: Agenda Cultural, Diversão | Tags: ,


Foto: Divulgação

“Perspectivas e desafios da mulher negra nas artes visuais no Nordeste” é o tema do debate que será realizado nesta quinta-feira (3), a partir das 16h30, por meio do Sesc Cultura ConVIDA. A discussão será mediada por Amanda Môa. Ela é fotógrafa, designer e realizadora audiovisual. O momento terá a participação de pesquisadoras e artistas negras de cinco estados da região Nordeste.

O debate será exibido por meio do canal oficial do Sesc Brasil no YouTube (https://www.youtube.com/user/SescBrasil), com a participação da ilustradora Silvelena Gomes (Ceará), da fotógrafa Amanda Oliveira (BA), da artista transmídia Bia Rodrigues (PE), da designer Cida Santos (SE) e da muralista e colagista Silvana Mendes (MA).

Durante o debate, a idealizadora desta edição do Sesc Cultura ConVIDA, Amanda Môa, e as suas convidadas irão discutir a atuação da mulher negra no atual cenário das artes visuais no Nordeste a partir de pontos de vista distintos, já que as participantes atuam em diferentes estados.

O debate “Perspectivas e desafios da mulher negra nas artes visuais no Nordeste” é uma das oito propostas de produções cultuais selecionadas, por meio do Sesc ConVIDA, em Alagoas. Ao todo, o projeto selecionou 470 propostas em todo o país e contou com 15,8 mil inscritos.

O Sesc Cultura ConVIDA tem a finalidade de fomentar a classe artística brasileira, incentivando a manutenção da criação e difusão de produções culturais em todo o país. O projeto foi desenvolvido para colaborar com o fortalecimento da classe artística em meio ao cenário de crise provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Môa é ainda graduada em jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e tem mestrado em Antropologia Social. O foco da artista são os temas urbanos, as populações marginalizadas e a descolonização das artes visuais e de conceitos estéticos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados