Sesau reforça importância de colocar em dia o esquema vacinal contra a Covid-19

Superintendente de Vigilância em Saúde, Herbert Charles Barros, salienta que vacina evita complicações, hospitalizações e óbitos

Sesau reforça importância de colocar em dia o esquema vacinal contra a Covid-19

Superintendente de Vigilância em Saúde, Herbert Charles Barros, salienta que vacina evita complicações, hospitalizações e óbitos

Por Assessoria | Edição do dia 25 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas, Coronavírus | Tags: ,,


Alagoas iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 em 19 de janeiro deste ano e, desde então, o Estado tem avançado na imunização dos alagoanos pela luta contra o novo coronavírus. Mas para a efetiva imunização, a população deve ficar atenta a todas as doses do ciclo vacinal, pois o atraso na aplicação da segunda e terceira doses compromete a proteção contra o novo vírus, que possui potencial de agravamento e mortalidade, conforme ressalta o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Herbert Charles Barros.

De acordo com ele, é necessário que as pessoas entendam que a vacina não impede a transmissão do vírus, mas melhora a imunidade do corpo contra o patógeno. Assim, a vacinação diminui, de maneira relevante, a possibilidade de agravamento e morte pela Covid-19. “Não se vacinar é deixar o organismo totalmente desprotegido contra o novo coronavírus, possibilitando que ele se manifeste da forma mais agressiva, o que pode levar à hospitalização e a evolução para o óbito”, salienta Herbert Charles Barros.

O superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau explica que a proteção contra a Covid-19 só é adequada se a população tomar as doses indicadas no tempo certo. Ele afirma, ainda, que o número de pessoas infectadas varia de acordo com um conjunto de fatores. “Isso depende tanto de fatores comportamentais, como uso de máscara, higienização das mãos e isolamento social, como também da sazonalidade do vírus. Mas não é porque o número de transmissão está relativamente baixo, que as pessoas podem deixar de se vacinar ou se descuidar com relação aos protocolos sanitários”, observa.

A sazonalidade dos vírus é resultado de uma combinação de fatores, envolvendo temperatura e umidade, que representam as condições de sobrevivência dos patógenos no ar e nas superfícies. Assim, algumas doenças podem ter sua taxa de transmissibilidade maior a depender da época do ano. “Se as pessoas atrasarem seus esquemas vacinais e deixarem pra tomar a segunda dose no momento em que o número de infectados aumentar, o corpo pode não conseguir criar resposta imune a tempo e as chances de agravamento e morte pelo novo coronavírus serão maiores, em comparação com aqueles que estão com o esquema vacinal em dia”, conclui o superintendente.

Para o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, neste momento é importante que a população alagoana se conscientize de que, tomar a vacina contra a Covid-19, é o passaporte necessário para que a vida volte à normalidade em breve. “O mais importante agora é o cidadão alagoano se conscientizar para se vacinar, pois tem muita gente com a segunda dose atrasada, e muita gente que ainda não tomou a dose de reforço. Por isso, é importante ressaltar que, por meio da proteção gerada pela vacina, vamos conseguir voltar ao nosso convívio normal. Não podemos relaxar nesse momento, parar de usar a máscara, não se vacinar e imaginar que a Covid-19 vai desaparecer num passe de mágica”, observa o gestor da saúde estadual.

 

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados