Seleção brasileira de tênis de mesa é convocada para Jogos de Tóquio

País será representado nas chaves individuais e na disputa por equipes

Seleção brasileira de tênis de mesa é convocada para Jogos de Tóquio

País será representado nas chaves individuais e na disputa por equipes

Por Agência Brasil | Edição do dia 27 de abril de 2021
Categoria: Esportes


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) anunciou nesta segunda-feira (26) a convocação da seleção brasileira da modalidade para os Jogos de Tóquio (Japão). A equipe masculina terá Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy, com Eric Jouti na reserva. Já o time feminino será representado por Bruna Takahashi, Jessica Yamada e Carol Kumahara, tendo Giulia Takahashi na suplência.

A vaga de Calderano, sétimo do ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF, sigla em inglês), foi assegurada com a medalha de ouro obtida nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019, no torneio individual. Naquele ano, a CBTM informou que a segunda vaga do time masculino e as duas primeiras da seleção feminina seriam ocupadas pelos atletas mais bem posicionados na lista da ITTF. Tsuboi (37º entre os homens), Bruna Takahashi (48ª entre as mulheres) e Jessica (142ª) se credenciaram para Tóquio.

A confederação também adotou a colocação no ranking como critério para definir os terceiros representantes de cada equipe: Ishiy (59º) e Carol (144ª). Esta última disputará os Jogos pela terceira vez na carreira, igualando-se a Lígia Silva como a mulher com mais participações olímpicas no tênis de mesa.

Quanto à escolha dos reservas, a nota da CBTM lembra que Jouti, 88º do mundo e quarto melhor brasileiro, já integra o time principal masculino no ciclo olímpico, e que Giulia, de 16 anos, “vem se destacando há alguns anos” e participou da Missão Europa com a seleção feminina em Portugal. A jovem, irmã de Bruna, é a 41ª do ranking mundial sub-19 e a 15ª no sub-17.

“A escolha da Giulia Takahashi como reserva se dá pelos excelentes resultados obtidos, principalmente em 2019. Acredito muito no seu potencial e seria de muita importância adquirir experiência estando junto com a equipe em Tóquio”, explicou o técnico da seleção feminina, Hugo Hoyama, no comunicado da CBTM.

“Cheguei a esse time e ao reserva pelos resultados em competições, dentro de uma estratégia para tentar conquistar resultados especiais para o Brasil. Temos uma equipe bem equilibrada, com três jogadores destros e um canhoto. Todos estão no top 100 do ranking mundial, com destaque para o Hugo Calderano, que figura no top 10”, argumentou Francisco Arado, o Paco, treinador da equipe masculina, também na nota divulgada pela confederação.

Além da disputa por equipes, o Brasil possui duas vagas nas chaves individuais masculina e feminina. Segundo a CBTM, como os brasileiros mais bem posicionados nos respectivos rankings, Calderano e Bruna estão confirmados. O outro representante em cada naipe, conforme a entidade, será divulgado “até a data limite da inscrição, em meados de maio”.

Antes da ida para Tóquio, as seleções realizarão períodos de preparação na Europa. O time masculino ficará em Ochsenhausen (Alemanha), no clube que Calderano defendeu até março. Já a equipe feminina se concentrará no Centro de Alto Rendimento de Vila Nova de Gaia, região metropolitana da cidade do Porto (Portugal), sede da Missão Europa em 2020.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados