Segurança: Construção civil alagoana zera óbitos em 2020; confira estudo

Dados levantados pela Ademi-AL mostram que nenhuma morte foi registrada

Segurança: Construção civil alagoana zera óbitos em 2020; confira estudo

Dados levantados pela Ademi-AL mostram que nenhuma morte foi registrada

Por Assessoria | Edição do dia 2 de fevereiro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,


Foto: Reprodução

Um dos setores que se mantiveram em plena atividade durante a pandemia de Covid-19, a construção civil alagoana comemora os resultados positivos proporcionados pelas medidas de prevenção implantadas entre os trabalhadores do segmento.

De acordo com um acompanhamento realizado pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi-AL) entre abril de dezembro de 2020 com 65 canteiros de obras comandados por 30 construtoras alagoanas, nenhum óbito relacionado à Covid-19 foi registrado.

Dentre os 5.143 trabalhadores da construção, ao longo dos nove meses do levantamento, 898 funcionários foram afastados temporariamente por suspeitas de Covid-19 e 250 casos foram confirmados – cerca de 4,86% do total de colaboradores.

“Consideramos a ausência de óbitos entre os trabalhadores alagoanos da construção civil uma grande vitória a ser celebrada por todos e que está diretamente relacionada às medidas de proteção que foram imediatamente implantadas”, afirma Jubson Uchôa, presidente da Ademi-AL.

Jubson Uchôa, presidente da Ademi-AL. Foto: Reprodução

Desde o início da pandemia, um intenso trabalho de conscientização e edução dos trabalhadores foi realizada por todas as construtoras associadas. Além disso, um rigoroso protocolo de prevenção foi implantado. Dentre as medidas destacam-se a divisão em turnos de entrada, alternância de grupos nos turnos de refeitório, implantação de aferição de temperatura, de pias e disponibilização de álcool em gel e máscaras.

“Estamos muito felizes ao constatar o resultado deste levamento que mostra a importância dos cuidados preventivos não só para garantir a saúde de todos, como para permitir a viabilidade econômica do setor”, afirma Jubson Uchôa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados