Secretários municipais de Arapiraca assinam carta de exoneração coletiva

Documento é assinado pela maioria do secretariado e foi protocolado nesta segunda-feira

Por G1 | Edição do dia 10 de agosto de 2020
Categoria: Justiça


Uma carta de demissão coletiva assinada por 12 secretários e superintendentes municipais de Arapiraca foi protocolada nesta segunda-feira (10). Os pedidos de exoneração acontecem em razão da morte do prefeito Rogério Teófilo (PSDB), ocorrido na última sexta-eira. Na carta, os secretários afirmam que “suas missões foram cumpridas ao lado do nosso saudoso e amado ex-prefeito”.

O documento é remetido à vice-prefeita do município, Fabiana dos Santos Cavalcante (Republicanos), que deve tomar posse no cargo de prefeita de Arapiraca nesta terça-feira (11), quando as demissões dos secretários devem ser efetivadas.

Os signatários da carta dizem que não concordam com os “os fatos lamentáveis ocorridos nos últimos dias”, uma possível referência à acusação de servidores de que a vice-prefeita fechou um prédio administrativo da prefeitura e vetou a entrada deles.

“Na certeza de que o legado de Rogério Teófilo não morrerá com sua morte, mas continuará através de seus bons exemplos, desejamos que V. Exa. tenha o discernimento e a responsabilidade de gestora pública”, diz a carta.

Pediram demissão os Secretários Municipal de Gestão Pública, do Desenvolvimento Rural, de Infraestrutura, de Educação e Esporte, de Saúde (cuja assinatura não estava presente, apesar do espaço para tal) e de Serviços Públicos. Além do secretariado, constava a assinatura do Superintendente Municipal de Transporte e Trânsito, dos Coordenadores Gerais de Comunicação, de Monitoramento e Resultados e de Licitações.

A Prefeitura de Arapiraca confirmou que o documento foi protocolado.

Disputa

Fabiana Pessoa vinha num embate político com Teófilo desde o mês de julho, quando chegou a protocolar um pedido à Câmara de Vereadores, para que o parlamento decretasse a vacância do cargo. No documento, ela  denunciava que ausência de Rogério Teófilo do município constituía uma infração política-administrativa.

Na última quinta-feira, enquanto Teófilo se encontrava internado com agravamento do  estado de saúde, ela voltou a cobrar um posicionamento dos vereadores da cidade. Agora, que será efetivada no cargo, não fez nenhum pronunciamento oficial. A última foto em sua rede social registra mais uma vez esse momento de pressão política.

Esposa do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos), ela assim como o marido rompeu politicamente com Teófilo no final do primeiro ano de mandato à frente da administração de Arapiraca. Os dois chegaram ao poder numa vitória surpreendente contra o candidato governista Ricardo Nezinho (MDB).

Juntos, eles enfrentaram a máquina governamental e impuseram a segunda maior derrota política ao governador Renan Filho (MDB), que também perdeu a eleição na capital com a derrota de seu candidato Cícero Almeida, a época também no MDB.

A reportagem da Gazetaweb também vasculhou a rede social de Pessoa e constatou que ele não se manifestou publicamente sobre a morte do ex-aliado político até a publicação desta matéria. Agora, ele irá dar sustentação política a gestão da esposa que terá menos de cinco meses mostrar como conduzirá os destinos da cidade.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados