Secretaria de Ressocialização realiza pesquisa que auxilia em políticas públicas

Através desses dados é possível acompanhar a trajetória dos custodiados

Por | Edição do dia 22 de dezembro de 2015
Categoria: Artigos, Notícias, Política | Tags: ,,,,


O departamento de Pesquisa e Estatística da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) tem como principal propósito controlar os dados sobre a população carcerária de Alagoas. São através dos dados dessas pesquisas que é possível acompanhar a trajetória dos custodiados das unidades prisionais e gerir políticas públicas voltadas para o sistema prisional.
O processo de monitoramento do setor de Pesquisa e Estatística é iniciado com a chegada do reeducando ao sistema prisional, onde é traçado um perfil do interno. A atualização dos dados é importante para subsidiar as tomadas de decisões, direcionar as políticas públicas, antecipar situações de risco e propiciar o controle das informações pelos gestores.
São coletadas informações pessoais (idade, escolaridade, etnia e tipificação criminal). Essas informações são condensadas e disseminadas para diversos setores do sistema prisional, como Educação, Laborterapia, Saúde e Escolta. Um exemplo da utilização das informações coletadas é o relatório do Infopen, sistema vinculado ao Ministério da Justiça, responsável pelo Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias.
Os dados coletados pela Seris servem como parâmetro para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça, que elabora mensalmente um relatório e contribui com as ações no sistema prisional alagoano.
Segundo a chefe de Estatística e pesquisa da Seris, as informações fornecidas pelo setor são essenciais para a gestão do sistema penitenciário. “Ter acesso a dados estatísticos é fundamental para o gerenciamento do sistema prisional, além de ser uma importante ferramenta para o conhecimento da realidade prisional alagoana”, ressaltou.
Para o secretário executivo de Gestão Interna, major Marcos Henrique do Carmo, o setor de Pesquisa e Estatística norteia a aplicação e captação de recursos para a instituição. “As informações são fundamentais para diagnosticar os problemas e planejar as soluções, além de mensurar o que foi colocado em prática”, salientou.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados