Secretaria aguarda liberação de armamento para a Guarda Municipal de Maceió

Secretaria aguarda liberação de armamento para a Guarda Municipal de Maceió

Por Ascom Semscs | Edição do dia 13 de maio de 2020
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,


Prefeito Rui Palmeira entrega coletes e armas não letais para a Guarda Municipal. Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

A Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) solicitou doação de armas à Polícia Civil do Estado de Alagoas. A corporação já respondeu positivamente e uma comissão interna da Semscs, inclusive foram verificadas e atestadas as condições de uso dos mais de 100 (cem) revólveres calibre 38. A qualquer momento, o armamento pode ser liberado para a Guarda Municipal de Maceió.

Há, ainda, outras frentes de atuação para recebimento de armas de fogo para a GMM. Foi solicitada doação de armas à Polícia Federal em Pernambuco, que também já se pronunciou favoravelmente e aguarda o aval do Ministério da Justiça e Segurança Pública. São diversas armas de calibres e modelos distintos e que, por determinação do MJSP, iriam para depósito em Brasília.

O presidente do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda), Carlos Pisca, afirma que tem acompanhado a situação e busca por soluções. “O Sindicato vem acompanhando de perto e está ciente dessas solicitações de doação feitas pela Secretaria. Há caminhos como emendas parlamentares para compra de armas, como o secretário já solicitou, e até mesmo a doação de armas apreendidas em ações policiais. Temos ajudado no que é possível e sabemos da necessidade desses armamentos chegarem até a Guarda Municipal de Maceió o mais rápido possível, bem como de concluir o curso de formação com os guardas municipais”, destaca.

O titular da Semscs, Enio Bolivar, ressalta que além da entrega ao primeiro grupo, vai ampliar o número de servidores da Guarda Municipal de Maceió aptos para aquisição do porte de armas. “Estamos com tudo bem encaminhado e com uma profissional, na própria Secretaria, devidamente habilitada para realizar as avaliações psicológicas necessárias para regularização do porte de armas para os servidores que cumpriram o curso de formação para porte de armas. Essa é uma das prioridades da gestão tão logo superemos esse período de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus”, garante.

Outros avanços foram conquistados, a exemplo da verba de uniforme, aquisição de coletes balísticos e armamento não-letal, e o Serviço Voluntário Indenizado (SIAV). A corporação também recebeu novas viaturas e rádios comunicadores digitais.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados