Sebrae e Ufal promovem mapeamento de dados para analisar os impactos da crise na economia criativa

A iniciativa também pode auxiliar a criação de políticas públicas direcionadas ao fortalecimento do segmento

Por Robson Muller – Assessoria Sebrae AL | Edição do dia 22 de maio de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,


Foto: Reprodução

Com a finalidade de identificar os impactos da pandemia do novo coronavírus nas atividades da economia criativa, o Sebrae em Alagoas, em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), está realizando um mapeamento de dados. A iniciativa também pode auxiliar a criação de políticas públicas direcionadas ao fortalecimento do segmento, sobretudo durante a passagem da atual crise econômica no estado.

Segundo a analista da Unidade de Comércio e Serviços do Sebrae em Alagoas, Débora Lima, o mapeamento deve ajudar a suprir parte da atual necessidade de informações relacionadas ao funcionamento do setor. “Hoje, existe uma carência muito grande de dados sobre atividades da economia criativa e isso dificulta muito o entendimento sobre o alcance, o impacto e a geração de emprego e renda no setor, por exemplo”, informou.

“A partir desses dados a gente pode pensar tanto em iniciativas que já estejam acontecendo como entender como está a situação dos empreendedores nesse momento em que a maioria deles, possivelmente, está parada, principalmente as atividades que exigem a realização de eventos”, complementou a analista.

Os dados obtidos através do mapeamento serão utilizados no desenvolvimento de ações do Sebrae em Alagoas e da Ufal, mas também serão disponibilizados para toda a sociedade. “Iremos oferecer para a sociedade um documento que demonstre o que, de fato, está acontecendo com esses empreendedores”, ressaltou Débora Lima.

A iniciativa também depende da colaboração da sociedade civil, para que o mapeamento seja disseminado e consiga alcançar o maior número possível de pessoas, e dos empreendedores da economia criativa, que deverão disponibilizar as informações solicitadas no formulário para que o Sebrae em Alagoas e a Ufal possam ter uma dimensão real do atual cenário do segmento no estado.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados