“Saúde do Comércio” disponibilizará consultas via telemedicina a comerciários

Ação gratuita acontecerá no próximo dia 3 de setembro e resulta de uma parceria entre a Fecomércio, a Secretaria Municipal de Saúde, a Aliança Comercial e a startup Privio

Por Agência Alagoas | Edição do dia 28 de agosto de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Em tempos de pandemia, cuidados básicos com a saúde acabaram ficando em segundo plano face à preocupação com o Covid-19 (coronavírus). Consultas de rotina foram adiadas e muitas pessoas tiveram receio de procurar atendimento médico para questões aparentemente simples, mas que não devem ser ignoradas. Pensando nisso, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) firmou parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió (SMS), a Aliança Comercial e a startup Privio e, juntas, promoverão no próximo dia 3 de setembro a ação social “Saúde do Comércio”.

Focada nos comerciários, a ação irá oportunizar a estes profissionais do Comércio o acesso gratuito a consulta via telemedicina. Serão 10 médicos cedidos pelo município para a atendimento exclusivo de 80 comerciários previamente cadastrados para a realização das consultas e, havendo necessidade, encaminhamento de exames dentro do sistema de saúde pública.

Coordenadora da ação, a assessora técnica e tributária da Fecomércio, Andressa Targino, explica que a iniciativa dá a oportunidade do comerciário cuidar de sua saúde sem precisar se ausentar do trabalho. “A única coisa que precisa é negociar com o chefe um breve intervalo de meia hora, ter à disposição um celular com internet, câmera frontal e um fone de ouvido, bem como um ambiente reservado e silencioso para que a consulta médica por telemedicina seja a mais proveitosa possível”, diz.

E mesmo quem não tem muita intimidade com tecnologia pode ficar tranquilo: o aplicativo é intuitivo e de fácil utilização. “O Privio foi pensado para facilitar a relação entre médicos e pacientes e isso é visível desde o momento em que eles baixam o aplicativo, já que para acessá-lo, basta colocar o número de telefone e começar a usar”, comenta Davi Zanotto, fundador da startup. Ele complementa: “O paciente será avisado 20 minutos antes da teleconsulta pelo próprio aplicativo, assim poderá se preparar para conversar com os médicos. E então basta apertar um botão e estará em um ambiente seguro para realizar a consulta”.

Para o presidente da Federação, Gilton Lima, a iniciativa também irá auxiliar as pequenas empresas que não têm como oferecer plano de saúde a seus funcionários. “Precisamos ter um olhar atento e levar esse atendimento aos comerciários que não tenham acesso a uma assistência de saúde. É uma forma de retribuir a dedicação destes profissionais tão importantes para que o Comércio tenha força na economia”, afirma.

Os interessados devem preencher a ficha de cadastro disponível no link (https://bit.ly/32zUc6M) e baixar o aplicativo Privio tanto para o sistema IOS (https://privio.com.br/ios) ou Android ( https://privio.com.br/android). Feito isso, a organização do evento entrará em contato para informar o horário da consulta. As vagas são limitadas e serão preenchidas seguindo a ordem de recebimento dos cadastros.

Câmaras setoriais

O projeto foi idealizado pela recém-criada Câmara Empresarial de Inovação e Tecnologia, que conta com a participação dos professores do Departamento de Computação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Dheiver Santos e Alan Pedro. A proposta visa pensar soluções tecnológicas em benefício das demandas empresariais.

Ao criar as Câmaras Empresariais Setorizadas, o objetivo da Fecomércio é demonstrar que a entidade não atua apenas na defesa e representação dos interesses dos empresários de Bens, Serviços e Turismo das categorias organizadas e associadas aos sindicatos filiados, mas também das categorias econômicas inorganizadas. “A ideia é criar um ambiente colaborativo no qual os representantes do setor produtivo possam trazer seus pleitos, seus anseios e suas maiores dificuldades enquanto empreendedores, para que a Federação, contando com a sua estrutura administrativa, financeira, política e organizacional, possa empreender esforços no encontro de soluções”, diz Targino, coordenadora da Câmaras. Ela ressalta que a intenção não é competir com nenhuma das iniciativas de outras entidades que já existam no mesmo sentido. “Pelo contrário: para potencializar e aumentar a eficiência nos projetos encampados pelas câmaras, nossa intenção é unir esforços com todas as entidades que tenham interesse na pauta trazida pelo setor”, complementa.

O projeto será desenvolvido em fases, sendo pensado inicialmente a criação de dez segmentos. A Câmara Empresarial da Inovação e Tecnologia e a Câmara Empresarial do Afroempreendedor foram as primeiras a se concretizarem, mas a entidade já trabalha na criação de outras três: as câmaras do Jovem Empreendedor, da Mulher Empreendedora e a que terá foco nas relações internacionais entre Alagoas e Argentina.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados