Saúde discute uso do DIU por mulheres em vulnerabilidade social

Projeto visa o controle da taxa de natalidade e o planejamento familiar

Saúde discute uso do DIU por mulheres em vulnerabilidade social

Projeto visa o controle da taxa de natalidade e o planejamento familiar

Por Assessoria | Edição do dia 23 de abril de 2021
Categoria: Maceió, Saúde | Tags: ,


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Gabinete de Políticas Públicas para a Mulher da Prefeitura de Maceió discutiram, nesta quinta-feira (22), um protocolo para a utilização do DIU (Dispositivo Intrauterino) em mulheres em situação de vulnerabilidade social. O projeto tem o objetivo de proporcionar a prevenção de uma gravidez indesejada em mulheres que moram na periferia, evitando a crescente taxa de natalidade existente nessas regiões.

Discussão reuniu médicos ginecologistas e obstetras. (Foto: Marília Ferreira/Ascom SMS)

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Pedro Madeiro, a inserção do DIU é um projeto importante para o planejamento familiar. “O DIU é uma grande ferramenta de prevenção à gravidez. E, com esse importante projeto, iremos atender duas mil mulheres que necessitam desse método anticoncepcional, para que assim possam evitar uma gravidez indesejada”, disse o gestor.

Madeiro ainda falou sobre a importância de estar junto dos profissionais de saúde para a elaboração de políticas públicas. “Minha vida será pautada nas unidades, construindo junto aos profissionais uma Saúde de qualidade para todos os usuários do SUS”, enfatiza o secretário.

Foto: Marília Ferreira/Ascom SMS

Para a secretária de Políticas Públicas para a Mulher, Ana Paula Mendes, o projeto tem um olhar voltado ao controle de natalidade nas periferias de Maceió. “Esse projeto vai muito mais além de apenas inserir o DIU, ele visa o planejamento familiar e o controle da taxa de natalidade, além de dar mais independência e empoderamento às mulheres”, explica.

Estiverem presentes na reunião o secretário adjunto de gestão em Saúde, Aldo Calaça, a Diretoria de Atenção Primária à Saúde da SMS e ginecologistas e obstetras representes das Unidades Básicas de Saúde.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados