Safadão reduz salários e forrozeiros demitem músicos

Aldair Playboy, Solange Almeida e Márcia Felipe tiveram que dispensar seus funcionários

Por | Edição do dia 9 de abril de 2020
Categoria: Celebridades, Conceito | Tags: ,,,,,


naom_5bc07074d3880

Foto: Divulgação

A crise ocasionado pela pandemia do coronavírus pegou todos de surpresa e a indústria do entretenimento também vem sofrendo grandes baixas. Com shows cancelados e sem trabalhos futuros marcados pela imprevisibilidade do fim da quarentena, alguns cantores decidiram demitir suas equipes.

Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, o cantor Aldair Playboy, por exemplo, precisou demitir todos os seus músicos por não ter como arcar com os pagamentos no período sem shows.

Já a cantora Solange Almeida preferiu combinar um distrato temporário com seus músicos durante o período do isolamento social, em que eventos com aglomerações de pessoas estão proibidos. Os profissionais terão baixa na carteira e vão receber os direitos trabalhistas.

Ainda segundo a colunista, Márcia Felipe também rompeu contrato com todos os seus músicos para recontrata-los depois que a pandemia passar. Ao total foram 47 profissionais dispensados.

Wesley Safadão optou por não dispensar seus músicos, mas reduziu os salários de 80 profissionais para conseguir mantê-los como contratados mesmo durante a crise da agenda vazia.

Xand Avião, que já trabalha com uma equipe reduzida, irá manter todos os funcionários normalmente sem dispensas ou alterações salariais.

Os artistas estão se organizando com a previsão de que o mercado volte a aquecer entre agosto e setembro.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados