Rodoviários vão parar uma empresa de ônibus por dia em Maceió

Assembleia para negociação salarial vai atrasar saídas de ônibus na próxima semana; ainda não há indicativo de greve

Rodoviários vão parar uma empresa de ônibus por dia em Maceió

Assembleia para negociação salarial vai atrasar saídas de ônibus na próxima semana; ainda não há indicativo de greve

Por | Edição do dia 22 de julho de 2016
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,


A história começou como muitas histórias têm começado hoje em dia: no Whatsapp. Uma mensagem compartilhada em vários grupos nesta sexta (22) dava conta de uma paralisação dos rodoviários na próxima semana, uma empresa de ônibus por dia, para reivindicar aumento salarial. Contudo, como a maioria dos boatos, não é bem assim. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro/AL), o que vai acontecer são as assembleias para discussão das reivindicações dos trabalhadores.

Como acontece a cada ano, os carros irão sair mais tarde da garagem para que os rodoviários possam discutir as propostas que os empresários levarem à mesa de discussão em reunião na segunda-feira (25), às 16h, na Prefeitura de Maceió e com a presença do próprio Rui Palmeira.

“Esse é um movimento que acontece todo ano, os ônibus saem mais tarde da garagem para a assembleia. A primeira chamada é às 5h da manhã e a segunda, às 6h, que começa a assembleia mesmo. Depois da discussão das propostas,a í sim, os ônibus saem e circulam normalmente”, explicou Ernande José dos Santos, presidente do Sinttro.

A ordem das assembleias e das “paradas” das empresas de ônibus será a seguinte: Veleiro na terça (26), Cidade de Maceió na quarta (27), Real Alagoas quinta (28) e São Francisco na sexta (29). Quanto à população das áreas atendidas pelas linhas, o presidente do Sinttro diz que realmente os coletivos não irão sair da garagem, mas oferece uma solução.

“Todos os ônibus daquela empresa param, mas como é um sistema, os empresários têm carros e podem conversar entre si para dar suporte uns aos outros para atender a população no horário de pico. Assim as pessoas não irão sofrer um transtorno muito forte”, sugeriu Ernande.

Pauta de reivindicações

Não há um indicativo de greve ainda por parte dos rodoviários, explica o presidente do Sinttro, porém ainda não houve avanço na discussão da pauta junto ao empresariado.

“A pauta foi entregue em maio, tirada de outras assembleias, mas ainda não avançou nas questões dos trabalhadores. A reunião dessa segunda é a última e decisiva. Espero que as partes possam se entender, encontrar o que procuram e oferecer o melhor à sociedade”, finalizou o presidente do Sinttro.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados