Rodoviários da Veleiro de Rio Largo e Sinttro se reunirão com o TRT nesta quarta, 11

Os trabalhadores continuam mobilizados para cobrarem da empresa cumprimento de direitos

Rodoviários da Veleiro de Rio Largo e Sinttro se reunirão com o TRT nesta quarta, 11

Os trabalhadores continuam mobilizados para cobrarem da empresa cumprimento de direitos

Por | Edição do dia 10 de março de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,


whatsapp-image-2020-03-10-at-06.35.18-1-

Foto: Fabrício Souza/Arquivo Pessoal

Os rodoviários da empresa Auto Viação Veleiro de Rio Largo se mobilizaram novamente na manhã desta terça-feira, 10, para atrasar a saída dos ônibus da garagem da empresa. Os trabalhadores estão sendo acompanhados por uma equipe de gerenciamento de crise. A paralisação acontece devido ao atraso no pagamento do salário referente ao mês de fevereiro e pelo não recolhimento do FGTS.

De acordo com Sandro Régis, presidente do Sindicato Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Alagoas (Sinttro/AL), os trabalhadores que decidirem sair da garagem para cumprir o trabalho, serão liberados da paralisação e que o próximo passo da categoria será uma reunião no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) com o desembargador Laerte Neves de Souza, que acontecerá na manhã desta quarta-feira, 11, para que um acordo com a empresa seja feito, em prol dos direitos dos trabalhadores.

“A empresa não recolhe o FGTS do pessoal de Rio Largo há mais de 5 anos. Em Maceió, a empresa não recolhe há mais de 7 anos. Além disso, em Rio Largo tem ônibus que está rodando há 17, 18 anos. A empresa também tem ônibus que não se adequaram as necessidades dos deficientes físicos, ao não adotar a implantação dos elevadores”, pontuou.

Sandro ainda destacou que, nessa segunda-feira, 9, enquanto os trabalhadores paralisavam as atividades, foi publicado no perfil do Facebook da empresa um anúncio de processo seletivo para cobradores e motoristas de ônibus. O presidente da Sinttro pontuou que a atitude afrontou os trabalhadores que pedem pelo cumprimento dos direitos estabelecidos e que não querem perder seus empregos.

Sobre a situação dos funcionários de Maceió, Sandro revelou que uma nova paralisação não está descartada. Isso porque os trabalhadores continuam descontentes com os atrasos nos pagamentos e falta de cumprimento de acordo da empresa.

O trajeto das linhas Rio Largo – Maceió é autorizado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal). E para que a população de Rio Largo e Cruzeiro do Sul não sejam prejudicadas, a Arsal autorizou mais de 22 vans a fazerem mais viagens.

Declaração da Veleiro

Na noite dessa segunda-feira, 9, a empresa Veleiro emitiu uma nota de repúdio a paralisação dos trabalhadores de Rio Largo. A empresa se referiu a paralisação como sendo de “atitudes irresponsáveis e negligente para com a população”. A Veleiro ainda negou o atraso salarial.

Leia a nota na íntegra:

A Empresa Veleiro vem através desta nota informar que repudia as atitudes do Sindicato dos Rodoviários, uma vez que se tratam de atitudes irresponsáveis e negligente para com a população.

A titulo de esclarecimento, informamos que não existe atraso salarial da empresa Veleiro Transportes que presta serviços à população de Rio Largo, pois o seu pagamento é realizado na data prevista da convenção coletiva; quanto a empresa Auto Viação Veleiro que presta serviços a população de Maceió, informamos que a mesma se encontra em sua atividade regular e que foi realizado um acordo junto com o SINTTRO, em fevereiro de 2020, na qual esse último afirmou que iriam se abster de futuras paralisações.

Por fim, informamos que diante do caos ocasionado pelo SINTTRO, não restou outra opção a não ser ingressar com ação, na qual determinou a imediata operação da frota. Com a decisão estamos retomando o fluxo da operação em Rio Largo/AL.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados