Retirada de tachões pela SMTT pode ser causa de aumento de acidentes em Maceió

Segundo dados expostos pela secretaria, número aumentou em 44%

Retirada de tachões pela SMTT pode ser causa de aumento de acidentes em Maceió

Segundo dados expostos pela secretaria, número aumentou em 44%

Por Odilon Rios - Repórter Nordeste | Edição do dia 20 de maio de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,,,


Foto: Divulgação

A retirada dos tachões pode ter aumentado a quantidade de acidentes de trânsito em Maceió, segundo explica Tácio Melo, ex-superintendente da SMTT na capital.

Sem os tachões, fica mais fácil para os veículos mudarem para a faixa azul- exclusiva para os ônibus- e se criou um novo corredor para as motos. “Isso facilita a quantidade de acidentes com vítimas”, disse.

Os tachões foram retirados este ano. Era demanda dos ciclistas, motociclistas e motoristas. “Os blocos são responsáveis por inúmeros acidentes na via. São utilizados na extensão da linha azul e funcionam como separação de via”, explicou a SMTT em fevereiro, ao justificar a medida.

Números do Núcleo de Levantamento de Acidentes e Estatísticas de Trânsito da SMTT mostram crescimento de 44% no números de acidentes de trânsito com vítimas em Maceió.

95% dos chamados de acidente foram no bairro do Tabuleiro dos Martins.

Ainda segundo Núcleo, foram registrados dois acidentes com vítimas fatais no bairro Santo Amaro e na Pajuçara. O primeiro acidente foi uma colisão lateral ocasionada por avanço súbito de faixa a partir da via preferencial de ônibus, já o segundo a vítima avançou na faixa preferencial e causou uma colisão transversal.

A SMTT atendeu 95% dos chamados de acidente, a maioria deles foram registrados no bairro do Tabuleiro dos Martins, parte alta da capital.

Eis os números:

9 -Av. Fernandes Lima (Farol)

4- Av. Durval de Góis Monteiro

3- Av. Assis Chateaubriand

3- Av. Antônio Gouveia

3-Av. Lourival melo mota

3- Av. menino Marcelo (Antares)

2- Av. Menino Marcelo (Cidade Universitária)

2- Av. Fernandes lima (Gruta de Lourdes)

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados