Rede pública de Alagoas registra queda em internações por Covid-19

O estado também contabilizou 9.308 altas hospitalares

Rede pública de Alagoas registra queda em internações por Covid-19

O estado também contabilizou 9.308 altas hospitalares

Por Assessoria | Edição do dia 27 de abril de 2021
Categoria: Alagoas, Coronavírus, Saúde | Tags: ,,,


Sesau ampliou a Rede Pública de Saúde e abriu mais leitos Clínicos e de UTI para atender pacientes com a Covid-19 (Foto: Thiago Duarte)

Neste mês de abril, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) registrou redução no número de pacientes internados com a Covid-19 nos leitos exclusivos para o tratamento da doença no Estado. Além de o avanço da Campanha de Vacinação contra o novo coronavírus, a Sesau também abriu novas vagas para atender os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) diagnosticados com Covid-19, e já contabiliza, desde o início da pandemia, 9.308 altas hospitalares.

Para o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, Alagoas tem colhido excelentes resultados no enfrentamento à pandemia graças à estrutura hospitalar montada, moderna e administrada no tratamento exclusivo de pessoas contaminadas com a doença. “Toda essa estrutura na Rede de Saúde Pública garantiu que 9.308 pacientes diagnosticados com Covid-19 recebessem alta médica, após terem recebido um tratamento adequado e humanizado, que possibilitou que se recuperassem. Pacientes que estiveram internados em uma das 38 unidades de saúde que possuem leitos exclusivos para Covid-19 e que estão espalhadas na capital e em outras 17 cidades alagoanas. São números animadores, pois representam vidas salvas e demonstra o quanto o desafio de combater a Covid-19 continua gigante”, avalia o secretário.

No dia 1º deste mês, a Rede de Saúde Pública contava com 808 pacientes internados em um dos 1.338 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, o que representava uma ocupação de 60%. E, das 370 vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 324 usuários do SUS estavam internados, ocupando 88% dos leitos de UTI.

Taxa de ocupação de leitos caiu em Alagoas com o aumento de vagas e a redução do número de internações (Foto: Thiago Duarte)

Mas, segundo o boletim divulgado nesta segunda-feira (26), pela Central de Regulação de Leitos, houve uma redução na quantidade de pacientes que estão recebendo o tratamento para a doença. Quando comparado com o dia 1º de abril, a diminuição foi de 10,49% na ocupação dos leitos de UTI, que registrou 290 pessoas internadas. O quantitativo geral de internações também caiu, apresentando uma queda de 9,15%, com 734 pacientes recebendo tratamento para a Covid-19.

O documento ainda mostra que, agora, os alagoanos têm à disposição 1.411 leitos para o atendimento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Em menos de um mês, foram abertos 73 novos leitos, divididos em leitos clínicos e intermediários, esses localizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). E, com as novas vagas, a Rede Hospitalar passou a contar com 383 leitos em UTI, para tratar as formas mais graves da doença.

A queda das internações resultou, também, na redução da taxa de ocupação de leitos, que no começo do mês era de 60% e caiu para 52% (Foto: Thiago Duarte)

A queda nas internações refletiu diretamente na taxa de ocupação de leitos, com um total de 52% de vagas ocupadas para o tratamento da doença. A taxa de leitos em UTI que está ocupada também teve uma redução, passando agora para 76% de ocupação.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados