Reabertura de academias traz “dores de cabeça” para clientes em Maceió

Muitos alunos ainda não se sentem seguros com a retomada

Por Thiago Luiz - Estagiário | Edição do dia 9 de agosto de 2020
Categoria: Especiais | Tags: ,,


Getty Images

Com a liberação para reabertura das academias e ginásios de musculação desde a última segunda-feira (3), prevista pela atual fase do Plano de Distanciamento Social Controlado, algumas questões têm levantado discussões sobre os direitos dos clientes nessa retomada aos treinos.

Um dos pontos mais questionados pelos frequentadores de academias se refere aos planos de contrato. O aluno escolhe um determinado período, que pode variar entre três meses a um ano, pagar o valor referente a esses meses com descontos. A forma de pagamento geralmente é feita por cartão de crédito, que é cobrado de forma recorrente.

Mesmo com a autorização do Governo de Alagoas para retomada das atividades do segmento, muitos alunos ainda não se sentem seguros para frequentar os ginásios por conta da pandemia do novo coronavírus.

Como é o caso do relações públicas João Paulo Rocha. Desde o começo da quarentena, ele decidiu passar o período de isolamento social na casa da família, no interior de Alagoas. A alternativa, enquanto as academias estavam fechadas foi comprar halteres e outros equipamentos para realizar os treinamentos.

Contratante do plano anual da academia de Maceió, João não tem a intenção de voltar aos treinos na academia, mas enfrenta o problema de provavelmente ter que continuar pagando pelo serviço.

De acordo com o protocolo montado pelo Conselho Regional de Educação Física em Alagoas, em parceria com o Conselho Federal, as academias são obrigadas a “congelar” os planos apenas de alunos a partir de 60 anos de idade, por serem considerados integrante do grupo de risco da Covid-19.

Também aluno da academia BG Fitness, o jornalista Wende Evangelho enfrenta as mesmas dificuldades de João. Além de não querer voltar a frequentar a academia nesse momento, ele pretende suspender o contrato da empresa. Isso porque, junto ao marido, passou por outros problemas de insegurança, tendo a aliança furtada dentro das dependências do ginásio.

Mas, para sair da BG, eles vão ter que pagar uma multa pela “rescisão” do contrato, que é renovado de forma automática ao fim do prazo anterior. E a maior dificuldade e reclamação dos alunos em relação à prestadora do serviço é a falta de comunicação. Tentando contato para receber respostas às suas solicitações, tanto João como Wende não foram bem atendidos por dias.

De acordo com os dois, e como mostram as imagens ao final do texto, mesmo com comentários sem palavras de baixo calão ou xingamentos, eles foram bloqueados pelos perfis oficiais da academia.
Em resposta à nossa equipe, a BG Fitness afirmou que os contratos de planos voltam a valer. “O contrato agora, juridicamente falando, não tem qualquer restrição em ser cumprido. No entanto, em respeito às limitações individuais de cada aluno, estamos flexibilizando o retorno, dando um prazo de seis meses para que retornem, desde que tenham crédito com a academia e façam uma solicitação presencial”.

Sobre a falta de atendimento, a equipe da academia afirmou: “Sempre tivemos a política de atendimento apenas presencial. A pandemia não modifica essa política, uma vez necessitaria custo adicional, e no momento atual, optamos por investir em cuidados especiais com limpeza e higienização. Os alunos que foram bloqueados, provavelmente, estavam adotando uma postura contraria a boa convivência nas redes sociais e por isso optamos por, seu acesso no feed. No nosso contrato consta que nossa atendimento é apenas presencial, rede social é apenas informativa”.

Na noite de sexta, 8, João Paulo foi atendido pela academia por meio de um aplicativo de mensagens. A pessoa que o respondeu, reiterou que ele teria que ir ao local para resolver sua situação na academia e disse desconhecer quem teria o bloqueado no perfil em rede social do espaço de ginástica.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados