RAVVS promove ações de prevenção para combater o abuso e a exploração sexual infantil

RAVVS promove ações de prevenção para combater o abuso e a exploração sexual infantil

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 2 de maio de 2022
Categoria: Alagoas, Saúde | Tags: ,,,,


A Rede de Atenção às Vítimas de Violência Sexual (RAVVS), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), promove, durante os dias 5, 11, 12, 13, 17 e 25 de maio, ações alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. As atividades são destinadas aos servidores dos 102 municípios e acontecerão nas cidades de Delmiro Gouveia, Arapiraca, Chã Preta e Maceió.

No dia 5, as atividades ocorrerão no auditório da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), em Arapiraca, e contemplará os servidores da 7ª região de saúde. Para se inscrever basta acessar o link (https:/:forms.gleeBc9fGXMdCFBd7E48). Já no dia 11, será desenvolvido, no município Chã Preta, o projeto ‘Não mexe Comigo que eu não ando só’ que visa capacitar professores e diretores para que possam abordar a temática da violência na sala de aula. Para participar basta preencher o formulário através deste link (https://forms.gle/P78p2XGGMyEBeKXFA).

Durante os dias 12 e 13, as ações educativas serão destinadas aos servidores da 9ª e 10ª região de saúde, na cidade de Delmiro Gouveia. Os servidores poderão se cadastrar por meio do link (https://forms.gle/QmEPZjakkdJCnWZg6). No dia 17, as atividades acontecerão no Hospital da Mulher Nise da Silveira, no bairro do Poço, em Maceió, e contemplará os servidores da unidade. E no  dia 25, o evento será destinado aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Maceió. Que deverão se inscrever pelo formulário neste link (https://forms.gle/wnUDs3QXAUQmHWA27)

A psicóloga e coordenadora da RAVVS, Camille Wanderley, explica que as ações têm o intuito de mobilizar, sensibilizar, informar e convocar a sociedade para lutar contra este tipo de violência e assim, defender os direitos de crianças e adolescentes. “Não dá para falarmos de violência sexual apenas no Maio Laranja, assim como não dá para falarmos de violência sexual só setor saúde. Precisamos falar de violência sexual com os três poderes, com a sociedade civil para que a gente possa ter noção do que está acontecendo com a nossa infância”, ressaltou.

Em Alagoas, de acordo com relatório da RAVVS, foram registrados 214 casos de violência sexual nos três primeiros meses de 2022. Já em 2021, transitaram pela rede de atenção 767 pessoas. “Vale destacar que as vítimas de maior vulnerabilidade são crianças e adolescente na faixa etária de três a nove anos de idade e adolescente de até 19 anos. Também é importante destacar que a pandemia criou uma situação propícia sobre esse tipo de violência, pois como as crianças foram retiradas do segundo âmbito de convivência que é a escola e, infelizmente, o maior número de agressores estão dentro de casas as crianças se tornaram mais vulneráveis nesse período pandêmico”, enfatizou a coordenadora.

Maio Laranja – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000. O dia 18 de maio é a data escolhida para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na época. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em Vitória, no Espírito Santo, no dia 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados