Rally dos Sertões: Etapa Alagoas conta com a força dos pequenos negócios da região

Micro e pequenas empresas de segmentos como gastronomia, hospedagem e artesanato ajudaram a garantir o sucesso da etapa local, realizada em Arapiraca e Delmiro Gouveia

Rally dos Sertões: Etapa Alagoas conta com a força dos pequenos negócios da região

Micro e pequenas empresas de segmentos como gastronomia, hospedagem e artesanato ajudaram a garantir o sucesso da etapa local, realizada em Arapiraca e Delmiro Gouveia

Por Assessoria | Edição do dia 24 de agosto de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,


A passagem do Rally dos Sertões por Alagoas foi histórica. A disputa, que teve como cenário o Sertão e o Agreste do estado, percorreu cerca de 235 km de Delmiro Gouveia a Arapiraca e foi positiva não somente para os pilotos de carros, motos, quadriciclos e UTVs, mas também para cerca de 60 micro e pequenas empresas locais. Deram suporte ao evento, incluindo competidores, staff e público, muitos negócios como restaurantes, food trucks, hospedagens e artesanato, todos preparados pelo Sebrae Alagoas com o apoio das Prefeituras Municipais para receber este que é considerado o maior rally das Américas e o segundo maior do mundo.

A Etapa Alagoas começou na última sexta-feira (20), com a recepção aos participantes na ‘Vila Sertões’, com espaço food, palco com atrações culturais, estandes para artesãos e o Pit Stop Sebrae, disponibilizando massagens para os competidores e visitantes de forma gratuita. A ‘Vila Sertões’ foi instalada no espaço de eventos ao lado do Hotel Bristol, no bairro Cidade Universitária, em Delmiro Gouveia.

O Sebrae acompanhou a operação dos 13 estabelecimentos de alimentação, entre eles três food trucks e 10 restaurantes, além de estandes de municípios como Delmiro Gouveia, Pariconha, Olho d’Água do Casado, Belo Monte e Água Branca, com a venda de artesanato e produção associada.

O gerente adjunto da Agência de Atendimento Integrada do Sebrae em Delmiro Gouveia, Vitor Pereira, destaca que o propósito ao preparar as micro e pequenas empresas e artesãos para o Rally dos Sertões foi atingido.

“O Rally trouxe um movimento bastante significativo para a cidade desde quarta-feira passada. O consumo na praça de alimentação foi muito bom. A praça foi bem montada e atrativa. A nossa intenção era gerar negócios, principalmente para as empresas que foram preparadas para o evento. Ficamos felizes com esse sucesso do evento porque isso mostrou a força desse destino. Tivemos a oportunidade de mostrar o nosso rico artesanato e a produção associada, além do potencial turístico. Com isso, esperamos que as pessoas que ficaram encantadas com o destino possam voltar um dia”, pontuou.

Uma das empresas representadas no espaço foi a cervejaria Maria Bonita, do empresário Anderson Fonseca. Com sete funcionários, a empresa produz em média 1,5 mil litros por mês e já planeja dobrar a capacidade. Anderson reiterou a importância do apoio do Sebrae tanto na estruturação da empresa quanto para a participação no Rally dos Sertões.

“O Sebrae tem sido um parceiro desde o início. Posso até dizer que chega a ser um padrinho nosso. O nosso primeiro evento foi um evento do Sebrae. Agora, com o Rally dos Sertões, recebemos uma série de treinamentos para que a nossa empresa pudesse oferecer o serviço à altura do que foi esperado pelo público”, afirma.

Arapiraca

No sábado (21), a Etapa Alagoas teve continuidade na Capital do Agreste. Lá, a ‘Vila Sertões’ ficou instalada no Lago da Perucaba. Para oferecer opções para alimentação e hospedagem, o Sebrae também preparou 19 empreendimentos locais que cumpriram com as exigências da organização do Rally, oferecendo capacitações por meio de seminários sobre biossegurança e sustentabilidade e oficinas voltadas para temas como boas práticas e segurança alimentar, atendimento inclusivo e marketing empresarial digital.

Segundo Arestides Bezerra, gerente adjunto da Agência de Atendimento Integrada do Sebrae em Arapiraca, a preparação das empresas garantiu a chancela do Sebrae, solicitada pela organização do Rally, com critérios específicos para melhor atender os visitantes. Ele também reforçou a importância da parceria com a Prefeitura de Arapiraca, que ficou responsável pela estrutura.

“No Pit Stop Sebrae, oferecemos massagens relaxantes. Além disso, capacitamos sete empresas para prestar serviços de alimentação no espaço ‘Vila Sertões’. O evento foi ótimo, com uma excelente estrutura e organização por parte da Prefeitura de Arapiraca, dita pela organização do Rally como uma das melhores de toda a edição”, conclui.

Artesanato

No Rally dos Sertões, além dos belos cenários naturais desbravados pelos competidores, outros símbolos do estado foram evidenciados por meio do artesanato e suas diversas tipologias. Cerca de 10 artesãos de cada município foram devidamente preparados pelo Sebrae para comercializar melhor e de forma mais profissional durante o evento.

Os artesãos de Delmiro Gouveia receberam capacitações voltadas para a criação de brindes e souvenirs e formação de preço para cada tipo de negócio. Já os artesãos de Arapiraca foram capacitados em estratégias de marketing digital e construção de marcas, e também formação de preço.

Um dos artesãos preparados foi Jânio Oliveira, com a Crieolaria, ateliê que produz coleções de peças inéditas em argila. Além de ceramista, Jânio também é pesquisador, estudou a argila arapiraquense para entender a mudança de cor após a queima nos fornos. Ele enfatizou a importância do apoio do Sebrae durante o evento.

“Mostramos cerca de 100 peças exclusivas durante o Rally dos Sertões. Montamos uma equipe de cinco pessoas para dar conta da demanda de trabalho. Com esse trabalho, levamos a parte de cultura, mas também damos uma forma de renda para as famílias. Agora, cada artesão arapiraquense está preparado para atender o turista”, pontua.

No andamento do Rally, o Sebrae atuou com suporte na organização dos produtos dentro do evento e orientação sobre atendimento ao cliente. A analista da Unidade de Competitividade e Desenvolvimento (UCD) do Sebrae Alagoas, Marina Gatto, destaca a importância da participação dos artesãos na passagem do Rally dos Sertões pelo estado.

“Após tanto tempo em recessão de eventos, a alegria dos artesãos em participar de um evento como esse trouxe ânimo e esperança de um retorno das atividades. Desejamos que tenha sido um incentivo para que possamos dar continuidade ao atendimento a esses artesãos e outros que não puderam se fazer presentes. O trabalho de capacitação é contínuo e constante para que possamos prepará-los para um mercado cada dia mais exigente”, ressalta.

Classificação final

Depois dos 3.615km percorridos por sete estados do Nordeste (RN, PB, CE, PI, BA, AL e PE), o Rally dos Sertões terminou, após a conversão da última etapa, que seria em Tamandaré/PE, em etapa de deslocamento após a disputa em território alagoano.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados