Quadrilha é presa por clonagem de cartões e estelionato em Maceió

Operação “Fake Cards” foi deflagrada na manhã desta sexta (1º) após investigações da Deic

Por | Edição do dia 1 de fevereiro de 2019
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,


csm_presos-esquema-deix-cortesia_ac93724ee4

Duas mulheres e quatro homens acabaram presos após uma operação deflagrada pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), na manhã desta sexta-feira (1º). Os detidos foram acusados de serem uma organização criminosa, no qual praticavam clonagem de cartões e estelionato há mais de 10 anos em Maceió.

A ação denominada de “Fake Cards” foi coordenada pelo delegado Thiago Prado e, segundo ele, o grupo agia ligando para as vítimas alegando que era de uma operadora de cartão de crédito, e informava que estava efetuando a troca do cartão do cliente, e que em função disso seria enviado um novo para sua residência. Nesse momento solicitava que a vítima atualizasse a senha, e esta ingenuamente informava. Esse contato inicial era feito pelo próprio líder do grupo.

Em seguida, outro membro do grupo ia na casa da vítima,entregava um cartão falso dentro de um envelope e recebia o cartão de crédito da pessoa

Para consumar o crime, os integrantes do grupo rapidamente se dirigiam para grandes lokas da cidade, efetuando compras de aparelhos celulares. Por fim, todos os smartphones eram repassados para membro da quadrilha que vendia os aparelhos e repartiam o valor com os criminosos.

O delegado Thiago Prado estima que centenas de pessoas foram vítimas dessa quadrilha, uma vez que o líder do grupo Miguel Alves Neto, 44 anos, afirmou que cometia esse golpe há 10 anos.

Além de Miguel também foram presos, Vanilda Guerra Lima, 43 anos, Paulo Ferreira da Silva Filho, 27, Eliel Nascimento Silva, 29, Maria das Graças Fernandes Leal, 32, e José Ferreira da SIlva, conhecido como “Matuto”, 33.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados