Projeto alerta população sobre violência contra mulher

Várias atividades aconteceram na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), nos vagões do VLT e no bairro do Centro

Por | Edição do dia 9 de março de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


Ascom Semas

Ascom Semas

Como parte da programação da Prefeitura de Maceió para o Mês da Mulher, o Projeto Pare, ligado à Coordenação de Defesa da Mulher da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) foi iniciado, nesta segunda-feira(9), alertando a população que usa o Veículo Leve sobre Trilho (VLT), sobre a importância de denunciar casos de violência contra a mulher em especial o assédio em transportes públicos.

Várias atividades aconteceram na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e nos vagões do VLT, no bairro do Centro. A Universidade Tiradentes (Unit) ofertou atendimento na área de saúde com palestra sobre violência contra a mulher, aferição de pressão e glicemia e orientações na área de  Fisioterapia e Odontologia.

Adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos(SCFV) Juvenópolis fizeram uma apresentação produzida pelo professor de teatro da Semas, Alderir Souza, para os usuários do VLT falando sobre violência contra a mulher e assédio nos transportes públicos.

A passageira do VLT, Vera Lúcia, de 69 anos, assistiu a peça e achou o assunto bastante apropriado. “É muito importante falar sobre violência contra a mulher, porque muitas morrem por não saber a quem recorrer. A gente não quer apanhar dos nossos pais, quanto mais do marido. Também acontece abuso em ônibus, no trem. Por isso, essas ações são ótimas pra nos alertar e mostrar como podemos denunciar”, disse.

Segundo a coordenadora de Defesa da Mulher, Daniela Lamenha, o Projeto Pare engloba ações de saúde e jurídicas, prevenção à violência contra mulheres e empreendedorismo. “É um projeto que vem com o intuito da prevenção e de alertar as mulheres sobre quais são seus direitos e como elas podem acessá-los. É também uma oportunidade de empoderar as vítimas de violência e restaurar a autoestima delas”, explicou.

A Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar de Alagoas esteve presente, na primeira edição do projeto, orientando os passageiros.  A Cabo Cássia falou como é realizado o trabalho com vítimas de violência doméstica e familiar. “Fazemos o acompanhamento exclusivo de mulheres que já possuem medidas protetivas de urgência encaminhadas pelo Poder Judiciário. Dentre as nossas atividades, fazemos visitas domiciliares, acompanhando essas mulheres semanalmente, também damos orientações de como essas vítimas devem agir e fazemos encaminhamentos para atendimento psicológico. Se a mulher acha que o agressor vai estar por perto a gente acompanha a vítima, a exemplo disso,  acompanhamos as vítimas na audiências  contra os agressores para que se sintam seguras”, detalhou.

Consultoras da empresa Natura também participaram da ação, dando orientações sobre empreendedorismo para que as mulheres tenham uma renda extra. As ações do Projeto Pare  continuarão na próxima segunda-feira (16) no Terminal de ônibus do Benedito Bentes e no dia 23 na Rodoviária de Maceió,  no bairro do Feitosa, das 8h às 14h.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados